Cusco além do básico: a incrível Montanha do Arco-Íris, no Peru

por

Minha viagem ao Peru não poderia ter terminado de forma mais surpreendente do que com o passeio à Montanha Colorida de Winicunca, também conhecida como Cerro de Siete Colores, Montanha do Arco-Íris ou, mais internacionalmente falando, Rainbow Mountain. Se enquanto planejava a viagem, ainda pelas fotos, eu já achava o visual um espetáculo, imagine a minha cara quando me vi frente a frente com ela.

De fato, o cenário é sensacional, com diversas cores na sua formação, oriundas da grande variedade de minerais (cemelídeos) presentes em sua composição. As listras são tão perfeitas, que parecem que foram desenhadas e pintadas à mão, de tanto capricho da natureza.

Trata-se umas das formações geológicas mais impressionantes da Cordilheira dos Andes, catalogada como um dos 100 lugares no mundo que o turista deve visitar.

Iguais à esta montanha peruana, você só vai encontrar na China (Parque Geológico Zhangye Danxia), Islândia (Landmannalaugar) e no extremo norte da Argentina (Humahuaca).

A visita a Winicunca é um passeio relativamente novo, que começou a ser comercializado no início de 2016, mas que já pode facilmente ser encontrado nas agências de turismo em Cusco. Portanto, se você foi a Peru antes disso, já tem bom um motivo para retornar.

O tour é imperdível! Combina caminhada em meio a paisagens de tirar o fôlego, no entanto, exije determinado esforço (não recomendo a quem tem problemas de coração). Além do percurso ser longo, cerca de duas horas montanha acima, há um fator que nunca se pode ignorar, a altitude.

Estou falando de uma trilha que nos leva a 5.050 metros de altura e por isso não posso deixar de aconselhar que, antes de encará-la, haja uns dias de adaptação em Cusco para, só depois, poder usufruir de mais esta paisagem incrível que o Peru brinda seus visitantes.

Antes, a única trilha que passava pela Montanha do Arco-Íris tinha como destino Apu Ausangate, uma outra montanha da região que tem o pico nevado, com um caminho que dura de cinco a sete dias.

Como chegar à Montanha do Arco-Íris desde Cusco

Simples! Basta reservar o passeio em uma agência de turismo em Cusco (não necessita fazer isso ainda no Brasil, pois a oferta é grande) e a empresa irá lhe levar até lá com segurança e com todo o conforto possível.

A agência organiza tudo para você, incluindo o transporte de ida e volta desde Cusco até o departamento de Pitumarca, onde a montanha está localizada, café da manhã, almoço, guia, ingresso e toda a orientação necessária.

Pelo que vivenciei e também pela dificuldade de chegar, eu não recomendo que você tente subir Winicunca por conta própria, mas sim saia de onde estiver hospedado já com o passeio reservado em uma agência de confiança.

Como todos os tours que eu fiz em Cusco e região, eu indico a agência Ragos del Peru. Em todos os passeios, eles foram extremamente atenciosos e preocupados com o viajante.

Em outubro de 2017, eu paguei US$ 33 (o equivalente a R$ 112) pelo passeio à Montanha do Arco-Íris com tudo incluso.

A atração fica a cerca de 3h30 de carro da cidade de Cusco, próximo à Pitumarca. Confira no mapa abaixo a localização aproximada, para que você possa se situar.

Cusco Além do Básico A incrível Montanha do Arco-íris no Peru

Caminho de Cusco à Montanha do Arco-Íris, em Pitumarca, Peru Foto: Reprodução Google Maps

Observe ainda o traçado pontilhado da trilha que é feita desde onde o carro nos deixa até chegarmos realmente na montanha.

Cusco Além do Básico A incrível Montanha do Arco-íris no Peru

Trilha que leva àté a Montanha do Arco-Íris, no Peru

O que vestir e levar para fazer a trilha

Escolha muito bem as suas roupas, que devem ser confortáveis e os calçados (botas, tênis para longas caminhadas ou trecking), mais confortáveis ainda. E não esqueça dos agasalhos.

Eu fui vestindo uma calça jeans, tênis, uma camiseta por baixo de um suéter e ainda um casaco (se puder ser bem quente e impermeável melhor), gorro, um par de luvas de lã , sem esquecer um cachecol.

Óculos escuros também são importantes, devido à claridade quando começamos a subir a momntanha. Protetor solar e labial também devem ser aplicados.

No mais, leve uma pequena mochila com água e lanches, como barras energéticas.

Como é o tour e a trilha até a Montanha Arco-íris

O passeio começa muito cedo, para não dizer no meio da madrugada, por volta das 3h da manhã, quando alguém da agência passa para nos pegar onde estivermos hospedados, com destino a Pitumarca, departamento onde está localizada a Montanha do Arco-Íris.

Antes de subir a montanha, há uma parada, por volta as 5h30, para um café da manhã, simples mas muito gostoso, em um ponto de apoio preparado pela agência. São servidos chá, pão caseiro, manteiga e uma espécie de geleia.

Cusco Além do básico a incrível montanha do arco-íris no Peru

Café da Manhã Foto: Anchieta Dantas Jr./Blog Andarilho

Meia hora depois, tomamos novamente o carro, no caso uma van, em direção à comunidade de Pampa Chiri, onde damos início à caminhada.

Cusco Além do Básico A incrível Montanha do Arco-íris no Peru

No ponto que dá início à trilha, a 4.100 metros de altitude

Mas é bom avisar, por mais ambientado com a altitude que você já esteja, a trilha até a Montanha do Arco-Íris não é para qualquer um. São duas horas, em média, de caminhada para chegar lá, mais a volta.

No total, são de quatro a cinco horas andando a uma temperatura por volta de zero grau, se não menos. O tempo que você vai percorrer a trilha dependerá totalmente da sua capacidade física. Pode variar para mais ou para menos.

E, para completar, parte-se de 4.100 metros de altitude, até chegar no mirante para a Montanha do Arco-Íris a 5.050 metros acima do nível do mar – para se ter uma comparação, Cusco está a 3.400 metros.

Para quem não encarar a caminhada e mesmo assim não quiser perder o passeio, uma boa notícia! Integrantes da comunidade oferecem a opção de ir no lombo de um cavalo por uma boa parte do caminho, o que ajuda muito. Eles cobram 90 soles (aproximadamente R$ 100) a ida e a volta.

Cusco Além do Básico A incrível Montanha do Arco-íris no Peru

Há cavalos para quem não quiser encarar a caminhada

Como este valor é praticamente o preço cobrado por todo o passeio desde Cusco, eu decidi ir a pé.

Confesso que parei diversas vezes no meio do caminho devido ao cansaço, até que decidi apelar para o lombo do cavalo. Para isso, paguei 15 soles, pois eu já havia caminhado um bom pedaço.

Mas, para minha surpresa, não foram nem 15 minutos de cavalgada. Eu não sabia que já estávamos bem próximo ao ponto até onde os cavalos podem ir. De qualquer forma, deu para dar uma aliviada no cansaço.

Mesmo totalmente aclimatado à altitude da região, encarar a subida e os cinco mil metros de altura fez com que eu sentisse novamente o mal de altitude, o que me deixou com dor de cabeça, mas nada que me impedisse de continuar.

A partir daí, caminhamos cerca de 20 minutos até chegar ao mirante que dá vista para aquele cenário incrível que é a Montanha do Arco-Íris. Nesse momento já serão por volta das 9h30 ou 10h da manhã.

Ser o primeiro ou, no máximo, o segundo grupo a chegar na montanha é fundamental para conseguir fazer fotos e sem muita gente.

A seguir algumas imagens que eu fiz ao longo da trilha:

Cusco Além do Básico A incrível Montanha do Arco-íris no Peru

A paisagem compensa a caminhada

Cusco Além do Básico A incrível Montanha do Arco-íris no Peru

Se já é bonito embaixo, imagina quando chegar à Montanha do Arco-íris!

Permanecemos no local por aproximadamente uma hora, ou menos, dependendo do tempo que levamos para completar a trilha. De qualquer forma, é tempo suficiente para contemplar a paisagem e fotografar.

Abaixo, o visual que se tem da Montanha do Arco-íris. Vale ressaltar que esta é a imagem real, não apliquei nenhum filtro!

Cusco Além do Básico A incrível Montanha do Arco-íris no Peru

Enfim a Montanha do Arco-íris!

Às 10h30 começa a descida, bem mais tranquila que a subida. Afinal, para descer, todo santo ajuda, não é?

Por volta das 12h30 estávamos de volta á comunidade de Pampa Chiri, local de início da trilha, onde tomamos novamente a van para às 13h30 pararmos em Pitumarca, no mesmo ponto de apoio em que tomamos o café da manhã, local em que é servido o almoço.

No menu, uma sopa muito gostosa de milho e vegetais andinos, carne de alpaca ao molho e arroz. Para beber chá de muña, outra erva andina, assim como a coca, que ajuda a tratar o mal de altitude, mas que trata também problemas estomacais.

E às 14h30 retornamos a Cusco, onde nos deixam por volta das 17h próximo á Plaza de Armas.

O que posso dizer é que a experiência, ao mesmo tempo desafiadora, é incrível! Apesar das dificuldades, as paisagens compensam e chegam a rivalizar om Machu Picchu.

Veja a seguir um vídeo da trilha, editado a partir dos stories do Instagram, no dia da minha visita à Montanha do Arco-íris.

Acompanhe outros posts sobre o Peru

Lima: dicas e roteiro para descobrir e se encantar com a capital peruana

Lima-Cusco: como é voar de LC Perú

Peru: como planejar sua viagem a Cusco, Valle Sagrado e Machu Picchu

O que fazer em Cusco, no Peru: as melhores atividades e atrações

Machu Picchu: turista terá que escolher horário de visitação

Moray e as salinas de Maras: cenários incríveis para descobrir no Peru

Vale Sagrado dos Incas: como visitar e por quê conhecer!

Machu Picchu: como chegar à cidade inca e visitar por conta própria

Machu Picchu de trem: como é viajar pela Inca Rail

 

E aí gostou de mais essa dica do que fazer em Cusco? Então, que tal compartilhar com seus amigos nas redes sociais? Os botões de compartilhamento estão no início e no fim do texto. Também dá para encaminhar por e-mail e mandar pelo WhatsApp (se você estiver usando um celular).

Quer sempre ficar por dentro de todas as dicas do blog? Pois então assine a nossa Newsletter semanal aqui. Receba gratuitamente e diretamente no seu e-mail o nosso conteúdo.

E para acompanhar nossas viagens e atividades siga a gente no Facebook, no Instagram, no  Twitter e no Pinterest.

Está pensando em viajar para o Peru? Pois veja a seguir o que o Blog Andarilho pode fazer por você!

Monte sua viagem com a gente

Conosco, é possível montar a sua viagem inteirinha sem sair de casa ou de onde estiver e com poucos cliques.

Além disso, fazendo suas reservas aqui pelos banners na lateral direita do blog ou pelos links a seguir você não pagará nada a mais por isso e ainda ajudará a manter o nosso trabalho.

Nossos parceiros foram escolhidos a dedo para lhe oferecer o melhor custo/benefício em suas viagens. Olha só!

Para procurar voos baratos para o Peruacesse o Voopter  ou o Confira o Max Milhas e encontre tarifas que se encaixem no seu bolso. Eles reúnem várias ofertas de passagens em um só lugar!

Reserve seu hotel ou hostel em LimaCusco e Águas Calientes pelo Booking clicando aqui e tenha uma estada com o melhor preço. Há várias opções com cancelamento grátis!

Seguro viagem com desconto? Nosso parceiro Segurospromo oferece mais de 10 seguradoras com planos e preços imbatíveis para você viajar protegido. Faça a sua cotação e garanta já seu desconto exclusivo.

Utilize o cupom “BLOGANDARILHO5”. Ele lhe dá direito a 5% de abatimento na compra do seguro de viagem e ainda é possível parcelar em até 10 vezes. Não viaje sem seguro. Evite perrengues!

Vai querer alugar um carro em seu destino? Então, compare preços e tenha o melhor atendimento com Rentcars.com. Alugue aqui um veículo pagando em até 12 parcelas, livre de IOF e com até 60% de desconto.

E se você já quiser chegar ao seu destino conectado sem pagar uma fortuna de roaming, aposte no EASYSIM4U (saiba como foi nossa experiência), chip com internet ilimitada em mais de 140 países. Compre aqui.

Está sem tempo, não se sente seguro, precisa de ajuda para organizar a sua viagem? Confira nosso serviço de consultoria para o viajante. Entre em contato e vamos conversar!

E se durante a sua viagem você tiver problemas como atrasos e cancelamentos de voos, extravio de bagagem, overbooking, entre outros, a gente também tem a solução: acesse o Ajudajus  e reclame seus direitos na justiça de forma prática, segura e online e receba sua indenização Veja como funciona.

E o melhor: você só paga se ganhar a causa. Quer reclamar os seus direitos? Acesse aqui e receba!

 

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *