Machu Picchu de trem: como é viajar de Inca Rail

por

No post Machu Picchu: como chegar à cidade inca e visitar por conta própria, eu explico que só há duas maneiras de chegar à cidade perdida dos incas. Saindo de Cusco, que deve ser a sua base para explorar a região, uma é a pé, por trilhas, em uma viagem que leva em média quatro dias, e a outra é de trem.

Embora, o percurso seja repleto de paisagens estonteantes, caminhar longas distâncias exige muito preparo físico. Assim, se você acha que é pedir demais dos seus joelhos ou coluna, nem pense duas vezes, vá de trem!

A viagem de trem para Machu Picchu tem duração de 1h30 a 3h30, dependendo de qual estação você embarcar. De Ollantaytambo, no Vale Sagrado, ou diretamente de Cusco (Poroy, a 30 minutos do centro).

O ponto final da viagem é Águas Calientes, ou Machu Picchu Pueblo, povoado que fica ao pé da montanha onde Machu Picchu está encravada. Ali, deve-se pernoitar e visitar Machu Picchu no dia seguinte pela manhã, melhor horário para ver a atração.

Minha dicaEmbarcar em Ollantaytambo, combinando a ida a Machu Picchu com o tour do Vale Sagrado, voltando, depois, diretamente para Cusco.

Vá por mim: esta é a opção mais prática e, por isso, a mais procurada pelos turistas!

Como combinar Machu Picchu com o Vale Sagrado

O tour do vale Sagrado, que tem entre os pontos visitados Ollantaytambo, sai de Cusco por volta das 8h.

Primeiro, visita-se as ruínas de Pisac, com uma parada em Urubamba para o almoço, chegando-se a Ollantaytambo por volta das 15h, onde é hora de conhecer o sítio arqueológico desta cidade.

Leia mais sobre o tour do Vale Sagrado aqui

A partir desse ponto, deve-se deixar o tour, avisando ao guia, é claro, e daí em diante é com você!

Dessa forma, compre as passagens de trem para horários a partir das 17h, para que você tenha tempo de chegar a Ollantaytambo, visitar as ruínas com calma e só então seguir para a estação de trem que fica a apenas dez minutos de caminhada dali.

Mas não se preocupe, é tudo muito simples e em caso de dúvida é só perguntar a alguém e seguir o fluxo de turistas.

Como comprar as passagens de trem para Machu Picchu

Duas as empresas operam a rota até Águas Calientes: a Peru Rail e a Inca Rail. As duas prestam os mesmos serviços e em horários bem parecidos, com opções de trens e classes diferenciadas. A única diferença é que a Inca Rail é uma companhia mais nova.

Evidentemente que eu fiz uma pesquisa de preços nas duas e ainda procurei informações sobre essas empresas.

Optei pela Inca Rail por duas razões: era a única no momento da reserva que ainda tinha disponibilidade de horários que se encaixavam no meu roteiro e pelo preço.

A passagem, dependendo da época do ano em que você vai a Machu Picchu, com qual antecedência compra os bilhetes e o tipo de trem e classe escolhidos, pode sair a partir de US$ 60 o trecho.

Como há mais trens e opções de horários saindo da estação de Ollantaytambo do que da estação de Poroy, mais próxima de Cusco, os valores são bem mais em conta.

Portanto a minha dica é: compre a passagem de ida Ollantaytambo/Águas Calientes e a de volta de Águas Calientes direto para Poroy, em Cusco, de onde por cerca de US$ 10 toma-se um táxi até o seu hotel no centro histórico de Cusco.

Por esse trajeto eu paguei, na Inca Rail, US$ 155 – US$ 30 a menos do que pela Peru Rail -, ou seja, US$ 65 de Ollantaytambo para Águas Calientes e US$ 90 de Águas Calientes para Cusco.

Como é viajar de Inca Rail

Como eu relatei, eu escolhi a Inca Rail pelos horários ainda disponíveis e preço. Eu não conhecia nem ela e nem a Peru Rail.

Comprei os bilhetes com 30 dias de antecedência e já havia muitos horários esgotados, tanto na Peru Rail, quanto na Inca Rail.

E dentre os horários ainda disponíveis, a Inca Rail era a companhia que melhor me atendia, comprando ida e volta e com o melhor preço.

Os trens da Inca Rail

A Inca Rail oferece três tipos de trens. O mais acessível é o Trem Executivo. A seguir, detalho cada um deles.

Trem Executivo

Tem 42 passageiros por vagão, com as poltronas dispostas de duas em duas, com uma mesinha entre elas, e janelas grandes de vidro, assim como parte do teto, a fim de que se possa admirar a paisagem.

Há um pequeno bagageiro na entrada do vagão. Caso não queira deixar sua bagagem lá, deve levá-la no colo, pois não há prateleira sobre as poltronas, já que existe o teto panorâmico.

Como é viajar para Machu Picchu de Trem Blog Andarilho

Interior do vagão da classe executiva Fotos: Inca Rail/Divulgação

Nesta classe, eles oferecem (incluso no valor) um cardápio com seleção de bebidas quentes e frias, elaboradas com sucos de frutas e ervas andinas, e pequenos lanches.

No trajeto, vai tocando música instrumental andina e latino-americana.

Como foi nessa classe que eu viajei, vou falar especificamente sobre ela mais adiante.

Primeira Classe

Bem mais espaçosa, com apenas 30 passageiros por vagão, oferece coquetel de boas-vindas, almoço e/ou jantar gourmet, música relaxante de fundo, flores naturais e mesas cobertas com tecidos feitos à mão, sucos de frutas naturais e infusões de ervas e frutas.

Como é viajar para Machu Picchu de Trem Blog Andarilho

Primeira classe Inca Rail

Outra diferença dessa classe é que tem incluso no preço da passagem um ônibus privado de Águas Calientes até Machu Picchu.

Geralmente custa o dobro da classe executiva.

Trem Presidencial

É o único serviço privado de trem para Machu Picchu. Todos os vagões são exclusivamente para você e seus acompanhantes.

Inclui espumante de boas-vindas e requintado menu degustação, acompanhado de vinhos da região e ainda é open bar. Um vagão cheio de detalhes que evocam toda a cor e o sabor da cultura andina.

Como é viajar para Machu Picchu de Trem Blog Andarilho

Interior da classe presidencial, para quem quer exclusividade e privacidade

Caso essa seja a sua opção, o preço só é obtido sob consulta em formulário próprio no site, assim como a reserva também

A compra das passagens

As passagens de trem pela Inca Rail podem ser adquiridas pela internet ou pelos escritórios em Cusco ou em Ollantaytambo.

No entanto, eu recomendo que você já os compre pela internet. Como os assentos são bem limitados, você não vai querer correr o risco de chegar a Cusco e não ter mais vaga, não é?

O site é bem fácil de usar, tem versão em português e e só seguir os passos. Não se esqueça de habilitar seu cartão de crédito para compras internacionais.

Como é viajar para Machu Picchu de Trem Blog Andarilho

Foto: Reprodução Internet

O único inconveniente é que não tem como escolher as poltronas. Só se sabe a posição do assento comprado no momento do embarque.

Uma vez em Cusco (Plaza de Armas) ou Ollantaytambo (que fica na entrada da estação), com o voucher da compra pela internet em mãos, vá escritório da Inca Rail trocar pelos cartões de embarque.

Quanta bagagem pode levar?

Dentro do trem só é permitido transportar bagagem de mão que cumpra as mesmas medidas permitidas nas cabines dos aviões: peso máximo de oito 8 quilos, dimensões máximas: 157 centímetros (somando altura, comprimento e largura).

Na bilheteria de Ollantaytambo, a empresa tem um espaço para armazenamento de malas de uso exclusivo para os clientes. Assim, antes de embarcar no trem, você terá que deixar as malas que não cumpram com essas especificações. O serviço é gratuito.

Porém, a Inca Rail não se responsabiliza por qualquer perda, roubo ou dano aos objetos de valor que se encontram dentro da bagagem dos passageiros.

Dessa forma, a recomendação é que você deixe a maior parte das suas coisas guardadas no hotel em Cusco e siga apenas com uma mochila.

O embarque

No dia do embarque, já na Estação de Ollantaytambo, fui ao guichê da Inca Rail, que para minha surpresa na verdade era uma espécie de lounge, bonito por fora e por dentro, lidamente decorado, com bebidas quentes e frias para os clientes.

Há também mesas e cadeiras para você se acomodar enquanto chega a hora de seguir para o portão de embarque, cuja entrada só é liberada 30 minutos antes do horário do trem, assim como tem tomadas para carregar seu celular e ainda internet wi-fi gratuita.

O atendimento foi rápido e extremamente cortês. Não se preocupe se você não falar espanhol, pois como muitos brasileiros passam por ali, eles se esforçam ao máximo na comunicação.

Tudo simplesmente impecável! E comparando com o guichê da Peru Rail, que só vi por fora, aparentemente a Inca Rail ganha neste aspecto.

Como é viajar para Machu Picchu de Trem Blog Andarilho

Fachada do guichê da Inca Rail em Ollantaytambo Fotos: Anchieta Dantas Jr./Blog Andarilho

Como é viajar para Machu Picchu de Trem Blog Andarilho

Interior do guichê da Inca Rail em Ollantaytambo

Meia hora antes da partida, chamaram para o embarque. Os vagões são identificados por letras, conforme constavam nos cartões de embarque, e os passageiros formavam filas em frente a cada um deles. Tudo bem organizado.

Funcionários se posicionam em frente a cada vagão e vão conferindo os nomes nos nossos cartões de embarque e passaportes (não esqueça o seu, ou seu RG) com uma lista que eles têm em mãos. Confirmam as poltronas e liberam a entrada.

A viagem de ida

Como eu comprei o bilhete para o Trem executivo, meu relato é sobre a viagem realizada nesse tipo de vagão. Então vamos lá!

Como eu falei ao descrever cada tipo de trem da Inca Rail, as poltronas são dispostas de duas em duas de frente para as outras, com uma mesinha entre elas (o que dá pouco espaço para esticar as pernas) e janelas grandes de vidro para admirar a paisagem.

Porém, como a viagem leva apenas 90 minutos, para mim não foi nenhum problema ficar o tempo todo com os joelhos dobrados.

Parte da mesinha à frente se dobra, permitindo aumentá-la no momento da refeição.

Uns vinte minutos depois da saída, eles iniciam o serviço de bordo. Um cardápio em inglês e em espanhol foi oferecido para escolha de bebidas. Havia quatro opções de bebidas frias e três de bebidas quentes.

Como é viajar para Machu Picchu de Trem Blog Andarilho

Cardápio Trem executivo Inca Rail

As bebidas frias eram chá de gelado de “hierba luisa, cedrón” e limão; coquetel andino (suco de laranja e essência de airampo); coquetel tropical (suco de manga, essência de maracujá e coco ralado) e soda andina (refrigerante de gengibre, suco de limão e angostura). Os sucos eram de caixinha.

As bebidas quentes oferecidas foram café orgânico com ou sem leite, chá de amêndoas caramelizadas e chá inca (eucalipto, muña e coca).

Para comer, um pacotinho de palitos de trigo ou biscoitinhos de linhaça, que eu achei bem gostosos.

Minhas escolhas foram café com leite na ida e o chá de amêndoas na volta. Quando vieram recolhendo os copos e embalagens, deixaram uma moeda de chocolate. Muito simpático!

Como é viajar para Machu Picchu de Trem Blog Andarilho

Refeição Trem Executivo Inca Rail

Apesar das janelas e teto panorâmico, como meu trem partiu às 19h27, não foi possível observar a paisagem pelo caminho (só o fiz na volta e realmente é linda).

Mas segue um vídeo institucional da Inca rail, onde você pode ver como é linda a viagem durante o dia:

Quando chegamos à Estação de Águas Calientes, já se vê uma multidão de pessoas dos hotéis e hostels do povoado balançando plaquinhas com nomes dos hóspedes. Mas isso deve ser combinado com seu hotel.

Eu não o fiz. Assim, pedi informações e rapidamente cheguei ao hostel, que ficava uma rua atrás da estação e bem próximo do local onde se pega os ônibus para subir a montanha até Machu Picchu.

Águas Calientes é bem pequena, então tudo é perto e fácil de achar. A cidade é bem agradável e tem muitas opções de hospedagem e restaurantes.

Informação Importante

A viagem de trem é só até a estação de Aguas Calientes. Uma vez na cidade, é preciso pegar um ônibus que leva cerca de 20 minutos para subir até montanha e chegar a Machu Picchu.

Você pode comprar seus bilhetes de ônibus na bilheteria em Águas Calientes ou pode fazê-lo com antecedência no site da Consettur.

A viagem de volta

Como você já vai estar com o cartão de embarque em mãos, é só dirigir para a estação uma hora antes do horário da partida do trem. Daí o funcionário da estação confere o seu bilhete e permite a entrada para a sala de embarque.

Meia hora antes da partida, chamaram para o trem. Como eu falei, os vagões são identificados por letras, conforme constam nos cartões de embarque, e os passageiros formam filas em frente a cada um deles. Assim como na ida, tudo bem organizado.

No entanto uma surpresa: embora meu trem tivesse como destino final a Estação de Poroy, tivemos que desembarcar em Ollantaytambo, pois devido a chuvas naquela tarde, o trecho ollantaytambo/ Poroy estava interditado.

Mas isto foi previamente informado logo após a refeição, assim como nos foi dito que um ônibus estaria esperando na saída das estação de Ollantaytambo para nos levar até o centro de Cusco.

E tudo realmente ocorreu como om informado, com um funcionário o tempo todo dando assistência até o reembarque no ônibus e também durante o trajeto a Cusco.

Mais uma vez serviram um lanche durante a viagem de ônibus, com pedidos de desculpas pelo inconveniente.

Na chegada a Cusco, nos deixaram na Avenida del Sol e trataram de pedir táxis para quem precisasse para chegar ao seu hotel, assim como avisaram às agências de receptivos dos passageiros que tinham contratado transfers desde Poroy a Cusco, que fossem buscá-los naquele ponto.

No meu caso foi até melhor, pois um táxi até o hotel me custou apenas 15 soles, ou cerca de R$ 17 e cheguei mais rápido ao hostel do que se tivesse desembarcado em Poroy.

Enfim, o qualidade dos trens é excelente, eles são novos, e o atendimento da Inca Rail foi perfeito, mesmo com mudança de última hora. Portanto, independentemente desse imprevisto, aliás alheio à companhia, eu recomendo viajar por ela.

Passo a passo de como chegar a Machu Pichu

Para facilitar seu entendimento segue como você pode organizar a chegada a Águas Calientes e a subida até Machu Picchu, segue um passo a passo do que eu fiz:

  1. Avião do Brasil para Lima;
  2. Avião de Lima para Cusco;
  3. Embarcar no Tour pelo Vale Sagrado desde Cusco, ficando em Ollantaytambo;
  4. Tomar o trem de Ollantaytambo para Águas Calientes (opção mais econômica);
  5. Pernoitar em Águas Calientes;
  6. Pegar o ônibus, pela manhã bem cedo, que leva até Macchu Picchu (bilhetes comprados na cidade. São apenas 20 minutos de viagem);
  7. Visitar Machu Picchu;
  8. Tomar o ônibus para descer para Águas Calientes; e
  9. Pegar o trem de volta direto para Cusco.
Como é viajar para Machu Picchu de Trem Blog Andarilho

Como chegar a Cusco passo a passo Foto: Inca Rail/Divulgação

Acompanhe outros posts sobre o Peru

Lima: dicas e roteiro para descobrir e se encantar com a capital peruana

Lima-Cusco: como é voar de LC Perú

Peru: como planejar sua viagem a Cusco, Valle Sagrado e Machu Picchu

O que fazer em Cusco, no Peru: as melhores atividades e atrações

Machu Picchu: turista terá que escolher horário de visitação

Moray e as salinas de Maras: cenários incríveis para descobrir no Peru

Vale Sagrado dos Incas: como visitar e por quê conhecer!

Machu Picchu: como chegar à cidade inca e visitar por conta própria

Cusco além do básico: a incrível Montanha do Arco-Íris, no Peru

 

Gostou das nossas dicas? Esse post foi útil para você? Então, que tal compartilhar com seus amigos nas redes sociais? Os botões de compartilhamento estão no início e no fim do texto. Também dá para encaminhar por e-mail e mandar pelo WhatsApp (se você estiver usando um celular).

Quer sempre ficar por dentro de todas as dicas do blog? Pois então assine a nossa Newsletter semanal aqui. Receba gratuitamente e diretamente no seu e-mail o nosso conteúdo.

E para acompanhar nossas viagens e atividades siga a gente no Facebook, no Instagram, no  Twitter e no Pinterest.

Está pensando em viajar para o Peru? Pois veja a seguir o que o Blog Andarilho pode fazer por você!

Monte sua viagem com a gente

Conosco, é possível montar a sua viagem inteirinha sem sair de casa ou de onde estiver e com poucos cliques.

Além disso, fazendo suas reservas aqui pelos banners na lateral direita do blog ou pelos links a seguir você não pagará nada a mais por isso e ainda ajudará a manter o nosso trabalho.

Nossos parceiros foram escolhidos a dedo para lhe oferecer o melhor custo/benefício em suas viagens. Olha só!

Para procurar voos baratos para o Peruacesse o Voopter  ou o Confira o Max Milhas e encontre tarifas que se encaixem no seu bolso. Eles reúnem várias ofertas de passagens em um só lugar!

Reserve seu hotel ou hostel em LimaCusco e Águas Calientes pelo Booking clicando aqui e tenha uma estada com o melhor preço. Há várias opções com cancelamento grátis!

Seguro viagem com desconto? Nosso parceiro Segurospromo oferece mais de 10 seguradoras com planos e preços imbatíveis para você viajar protegido. Faça a sua cotação e garanta já seu desconto exclusivo.

Utilize o cupom “BLOGANDARILHO5”. Ele lhe dá direito a 5% de abatimento na compra do seguro de viagem e ainda é possível parcelar em até 10 vezes. Não viaje sem seguro. Evite perrengues!

Vai querer alugar um carro em seu destino? Então, compare preços e tenha o melhor atendimento com Rentcars.com. Alugue aqui um veículo pagando em até 12 parcelas, livre de IOF e com até 60% de desconto.

E se você já quiser chegar ao seu destino conectado sem pagar uma fortuna de roaming, aposte no EASYSIM4U (saiba como foi nossa experiência), chip com internet ilimitada em mais de 140 países. Compre aqui.

Está sem tempo, não se sente seguro, precisa de ajuda para organizar a sua viagem? Confira nosso serviço de consultoria para o viajante. Entre em contato e vamos conversar!

E se durante a sua viagem você tiver problemas como atrasos e cancelamentos de voos, extravio de bagagem, overbooking, entre outros, a gente também tem a solução: acesse o Ajudajus  e reclame seus direitos na justiça de forma prática, segura e online e receba sua indenização Veja como funciona.

E o melhor: você só paga se ganhar a causa. Quer reclamar os seus direitos? Acesse aqui e receba!

 

 

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *