Moray e as salinas de Maras: cenários incríveis para descobrir no Peru

por

No meu terceiro dia em Cusco, eu fiz um passeio super bacana que foge ao circuito mais tradicional de quem visita a cidade, cujo foco da viagem, na grande maioria das vezes, se limita a Machu Picchu. Estou falando do tour a Moray e às salinas de Maras.

Maras não tem nada a ver com a civilização inca, mas impressiona pela beleza da paisagem e pelo fato de nos depararmos com salinas em meio à Cordilheira dos Andes, a mais de três mil metros de altitude e a muitas léguas do mar. Mais curioso impossível!

Moray, é um sítio arqueológico que serviu de laboratório agrícola para os incas, cujo visual é surreal e vale muito à pena visitar.  Uma prova extraordinária do que esta civilização foi capaz de realizar com tão poucos recursos.

Infelizmente, nem todo mundo vai ao Peru com tempo para conhecer com calma atrações, como essas, que fogem ao básico.

Por isso, no post Peru: como planejar a sua viagem a Cusco, Valle Sagrado e Machu Picchu, eu chamo a atenção para o que tem de mais bacana para fazer por lá e recomendo ao menos uma semana visitando toda a região.

Sem contar que Lima, a capital peruana, também merece de dois a três dias a mais no seu itinerário pelo país. Veja porquê aqui. Ou seja, nem ouse viajar ao Peru e não passar ao menos uns dez dias!

Mas voltando ao passeio a Maras e a Moray,  assim como os demais, eu também recomendo a contratação de um tour.

Como já mencionando nos outros posts que escrevi sobre o Peru, as explicações do guia são imprescindíveis para que você entenda toda a importância de cada um dos lugares e se há, ou não, uma conexão entre eles.

Ao mesmo tempo, o deslocamento até essas atrações usando transporte público não é nada fácil (ou sequer possível), pois ficam longe do centro de Cusco. Confira no mapa a seguir:

Cusco além do básico passeio por maras e moray

Reprodução Google Maps

De carro alugado, fica até mais tranquilo esse deslocamento, no entanto, você não contará com a ajuda de um guia, figura essencial, como eu falei, além do que, poderá perder tempo tentando achar o caminho.

Pelo tour a Maras e a Moray, feito com a agência Rasgos del Peru (com quem eu fechei todos os passeios pela região), eu paguei US$ 17, ou cerca de R$ 57, incluindo o trasporte e o guia, sem os ingressos.

A entrada para Moray está inclusa no Boleto Turístico de Cusco (falo sobre a importância desse boleto e como comprá-lo aqui). Já o ingresso para Maras é adquirido no local e custa 10 soles, ou aproximadamente R$ 12.

O tour, tem início à 9h da manhã, mas as agências costumam pegar os turistas nos hostels e hotéis entre 8h e 8h30 para que não haja atrasos.

Todo o percurso é feito de micro-ônibus ou van, com parada em cada local, onde o guia dá uma aula sobre cada atração e sua história, dando, em seguida, tempo suficiente para fotos e percorrer o lugar por conta própria.

As artesãs de Chinchero

No caminho para Moray, que fica a aproximadamente 50 quilômetros de Cusco, é feita uma parada para conhecer Chinchero, um distrito a cerca de 3.800 metros de altitude (mais alto do que Cusco).

Em Chinchero, visita-se uma cooperativa de mulheres tecelãs (cada uma de uma família diferente), vestidas com trajes quechua, típico dos Andes.

Cusco além do básico passeio por maras e moray

Tecelã vestida com trajes quechua em Chinchero Fotos: Anchieta Dantas Jr./Blog Andarilho

Ali, a gente fica conhecendo como as tecelãs utilizam raízes e folhas para dar cor aos tecidos, confeccionados com lã de alpaca ou ovelha, e ainda conferimos a agilidade com que elas tecem os fios.

Raízes e folhas são usadas para dar as cores aos tecidos, feitos com lã de alpaca e ovelha

Cusco além do básico passeio por maras e moray

Os tecidos são feitos com lã de alpaca ou ovelha

As artesãs nos recebem muito bem, servem chá e ao final da apresentação, é claro (embora não deva se sentir obrigado a tal), você é convidado a ver os produtos e comprar alguma coisa para ajudá-las.

Tem mantas, suéteres, gorros, luvas, bonecas entre outros badulaques. Eu comprei um par de luvas e um gorro, feitos com lã de alpaca, pelos quais eu paguei, depois de pechinchar um pouco, 50 soles, ou cerca de R$ 55.

Cusco além do básico passeio por maras e moray

Eu não podia deixar de registrar a minha visita à cooperartiva

As ruínas de Moray

Em seguida, retornamos à van para seguir para Moray. O caminho que leva até esse sítio arqueológico passa por plantações de cevada, trigo e quinoa, com a Cordilheira dos Andes ao fundo, e muitas famílias pastorando ovelhas, porcos e outros animais, formando um contraste belíssimo para fotos.

Cusco além do básico passeio por maras e moray

Paisagem da Cordilheira dos Andes no caminho de Cusco a Moray

Cusco além do básico passeio por maras e moray

Vegetação do Andes

Cusco além do básico passeio por maras e Moray

Pelo caminho, muitos pastores de ovelhas

As ruínas incas de Moray foram uma espécie de laboratório agrícola, onde eram feitas experimentações com vários tipos de sementes. Impressiona pelo tamanho e formato circular perfeito. São gigantes!

Os experimentos agrícolas eram realizados nos diversos níveis dos solos onde cada um deles, chamados de terraças, possui uma temperatura específica (reproduzindo microclimas de diferentes áreas dos Andes), sendo a mais funda mais quente e a mais alta, mais fria.

Aliás, ao visitar, Moray, você vai entender porquê em todas as construções incas, incluindo Machu Picchu, existem aquelas terraças, em diversos níveis. Onde você as ver, já saberá que serviam para o cultivo de alimentos.

Cusco além do básico passeio por maras e moray

As ruínas de MorAY ImpressionaM pelo tamanho e formato circular

Os círculos concêntricos possuíam um excelente sistema de irrigação, e assim, os incas iam testando e descobrindo o microclima ideal para o cultivo de cada tipo de alimento.

O formato circular foi dado para seguir o curso das montanhas da região, evitando a depredação da natureza e os riscos de erosão. Quanta sabedoria, não é?

Se quiser, você poderá descer até o último nível do solo, mas lembre-se que terá que subir tudo novamente. A subida e descida são feitas por degraus de pedras que estão colocados nas paredes.

Cusco além do básico passeio por maras e moray

A subida e descida para visitar as ruínas são feitas por degraus de pedras que estão colocados nas paredes

Além da finalidade de locomoção, o guia nos explicou que estes degraus também proporcionavam uma orientação da posição do sol e ajudavam os incas em relação às estações do ano. Incrível!

As salinas de Maras

Deixando Moray, o tour segue para as salinas de Maras, que estão localizadas na cidade de mesmo nome, a 12 quilômetros de Moray.

As salinas, mantidas por uma cooperativa de moradores da região, funcionam apenas na época de seca, quando a água salgada proveniente da montanha fica represada nos tanques e, com o calor que faz no período, a água evapora e deixa o sal.

Os milhares de tanques, de pouca profundidade e cheios de água salgada, estão encravados na encosta da Montanha Qaqawiñay a 3.380 metros de altitude, a 46 km da cidade de Cusco, no Vale do rio Urubamba.

Cusco além do básico passeio por maras e moray

As salinas estão encravadas na encosta da Montanha Qaqawiñay, a 3.380 metros de altitude

Os quase três mil tanques ali existentes são alimentados por um manancial subterrâneo hipersalino que se originou há 110 milhões de anos, durante a formação da Cordilheira dos Andes. Eu tive a chance de provar dessa água e ela é muito salgada mesmo!

A água vem de manancial subterrâneo hipersalino que se originou há 110 milhões de anos

Cusco além do básico passeio por maras e moray

Nas salineiras de Maras são extraídos três qualidades de sal

Confesso que eu jamais imaginei que fosse possível produzir sal àquela altitude, em meio às montanhas, e tão distante do mar. Mas é! E como você pode ver o cenário é sensacional, não acha?

Nestas salinas são extraídos três qualidades de sal. O primeiro é mais barrento, usado para fins medicinais. O segundo sal é mais puro e é utilizado para cozinhar. Já o terceiro sal produzido é o mais puro de todos, e é conhecido como flor de sal, bastante usado em produtos mais sofisticados.

Cusco além do básico passeio por maras e moray

Nestas salineras são extraídos três qualidades de sal

Em média, um quilo custa quatro soles ou aproximadamente R$ 4,50. Se você ficar interessado, esta é a hora de adquirir o sal de Maras, pois em Cusco, o quilo sobre para 20 soles, ou R$ 22.

Terminado o passeio, o retorno a Cusco se dá às 14h30. Assim, recomendo que você leve água e algum tipo de lanche, pois não há parada para almoço. Embora se possa adquirir, em Maras, barras de cereais energéticos dos Andes e ainda outros tipo de cereais salgados, vendidos em saquinhos. Eu provei e adorei!

Cusco além do básico passeio por maras e moray

Os cereais andinos são uma excelente fonte de energia para os passeios

Acompanhe outros posts sobre o Peru

Lima: dicas e roteiro para descobrir e se encantar com a capital peruana

Lima-Cusco: como é voar de LC Perú

Peru: como planejar sua viagem a Cusco, Valle Sagrado e Machu Picchu

O que fazer em Cusco, no Peru: as melhores atividades e atrações

Machu Picchu: turista terá que escolher horário de visitação

Vale Sagrado dos Incas: como visitar e por quê conhecer!

Machu Picchu: como chegar à cidade inca e visitar por conta própria

Machu Picchu de trem: como é viajar de Inca Rail

Cusco além do básico: a incrível Montanha do Arco-Íris, no Peru

 

Gostou das nossas dicas? Esse post foi útil para você? Então, que tal compartilhar com seus amigos nas redes sociais? Os botões de compartilhamento estão no início e no fim do texto. Também dá para encaminhar por e-mail e mandar pelo WhatsApp (se você estiver usando um celular).

Quer sempre ficar por dentro de todas as dicas do blog? Pois então assine a nossa Newsletter semanal aqui. Receba gratuitamente e diretamente no seu e-mail o nosso conteúdo.

E para acompanhar nossas viagens e atividades siga a gente no Facebook, no Instagram, no  Twitter e no Pinterest.

Está pensando em viajar para o Peru? Pois veja a seguir o que o Blog Andarilho pode fazer por você!

Monte sua viagem com a gente

Conosco, é possível montar a sua viagem inteirinha sem sair de casa ou de onde estiver e com poucos cliques.

Além disso, fazendo suas reservas aqui pelos banners na lateral direita do blog ou pelos links a seguir você não pagará nada a mais por isso e ainda ajudará a manter o nosso trabalho.

Nossos parceiros foram escolhidos a dedo para lhe oferecer o melhor custo/benefício em suas viagens. Olha só!

Para procurar voos baratos para o Peruacesse o Voopter  ou o Confira o Max Milhas e encontre tarifas que se encaixem no seu bolso. Eles reúnem várias ofertas de passagens em um só lugar!

Reserve seu hotel ou hostel em Lima e em Cusco pelo Booking clicando aqui e tenha uma estada com o melhor preço. Há várias opções com cancelamento grátis!

Seguro viagem com desconto? Nosso parceiro Segurospromo oferece mais de 10 seguradoras com planos e preços imbatíveis para você viajar protegido. Faça a sua cotação e garanta já seu desconto exclusivo.

Utilize o cupom “BLOGANDARILHO5”. Ele lhe dá direito a 5% de abatimento na compra do seguro de viagem e ainda é possível parcelar em até 10 vezes. Não viaje sem seguro. Evite perrengues!

Vai querer alugar um carro em seu destino? Então, compare preços e tenha o melhor atendimento com Rentcars.com. Alugue aqui um veículo pagando em até 12 parcelas, livre de IOF e com até 60% de desconto.

E se você já quiser chegar ao seu destino conectado sem pagar uma fortuna de roaming, aposte no EASYSIM4U (saiba como foi nossa experiência), chip com internet ilimitada em mais de 140 países. Compre aqui.

Está sem tempo, não se sente seguro, precisa de ajuda para organizar a sua viagem? Confira nosso serviço de consultoria para o viajante. Entre em contato e vamos conversar!

E se durante a sua viagem você tiver problemas como atrasos e cancelamentos de voos, extravio de bagagem, overbooking, entre outros, a gente também tem a solução: acesse o Ajudajus  e reclame seus direitos na justiça de forma prática, segura e online e receba sua indenização Veja como funciona.

E o melhor: você só paga se ganhar a causa. Quer reclamar os seus direitos? Acesse aqui e receba!

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *