Cachaçaria Sanhaçu: tour mostra como é feita a cachaça

por

A história da cultura canavieira está presente por todos os lados em Pernambuco. Se não são os engenhos que sobreviveram ao tempo, há ainda as cachaçarias, principalmente as artesanais, que fabricam desde a cachaça a derivados da cana de açúcar como a rapadura, o açúcar mascavo e o mel de engenho.

E se você ao visitar o estado quiser conhecer a produção dessa bebida que é a cara do Brasil, uma boa pedida é passar pela Cachaçaria Sanhaçu, no município de Chã Grande, cidade serrana a 85 quilômetros de Recife e a 15 quilômetros de Gravatá, mais uma parada do nosso roteiro para conhecer o turismo rural de Pernambuco.

Como chegar

Para chegar até lá, toma-se a BR-232 sentido Recife/Bezerros, fazendo o retorno no Posto da Polícia Rodoviária Federal para entrar na PE-071 por mais sete quilômetros. Ao passar da entrada de Chã Grande, dobra-se logo depois à esquerda de acordo com a placa indicativa da cachaçaria. Daí são mais dois quilômetros até a Sanhaçu. A sinalização é muito boa. Se você for de ônibus, ao descer na rodoviária de Chã Grande, deve tomar um taxi até a propriedade. A distância é de sete quilômetros.

O passeio pela cachaçaria

Logo na chegada, somos recebidos por algum integrante da família Barreto Silva, nesse dia era o seu Moacir, o patriarca, que nos contou a história da propriedade, que ele administra juntamente com o filho, e nos mostrou o processo desde a moagem da cana, passando pela fermentação, destilação e envelhecimento, até chegar ao produto final e, claro, provar a cachaça ali produzida. E lá fomos nós caminhado pelo sítio, bastante agradável e bonito.

Cachaçaria Sanhaçu em Chã Grande, Pernambuco

Sítio onde funciona a cachaçaria Foto: Anchieta Dantas Jr.

Cachaçaria Sanhaçu em Chã Grande, em Pernambuco

Sede da cachaçaria Sanhaçu Foto: Anchieta Dantas Jr.

Cachaçaria Sanhaçu, em Chã Grande, Pernambuco

Moagem da cana Foto: Anchieta Dantas Jr.

Cachaçaria Sanhaçu, em Chã Grande, Pernambuco

As cachaças são destiladas em caldeirões de cobre Foto: Anchieta Dantas Jr.

Cachaçaria Sanhaçu, em Chã Grande, Pernambuco

Tonéis para o envelhecimento da cachaça Foto: Anchieta Dantas Jr.

Ali a agricultura é toda orgânica e a propriedade implantou ainda o sistema agroflorestal, o que significa dizer que hoje é possível encontrar por lá alguns exemplares de árvores típicas de Mata Atlântica.

Apesar de o sítio pertencer à família dede 1993, somente em 2006 é que saiu a primeira lambicada de cachaça, com as vendas se iniciando em 2008.

Ao todo, são três rótulos de cachaça, cada um de acordo com o tipo de madeira do barril em que elas são envelhecidas. São elas Freijó, Carvalho e Umburana.

Cachaçaria Sanhaçu, em Chã Grande, Pernambuco

Um dos rótulos produzidos na Cachaçaria Sanhaçu Foto: Anchieta Dantas Jr.

Curiosidades

Para minha surpresa, nos foi dito que é possível harmonizar a cachaça – assim como se faz com vinhos e cervejas – com pratos salgados e doces. Por exemplo, a cachaça Freijó é ideal para entradas; a Carvalho é indicada para pratos condimentados e suculentos; já a Umburana também pode acompanhar receitas salgadas, mas sua combinação perfeita é com doces, principalmente bolo de rolo, sorvete e saladas de frutas. Muito interessante, né?

O que coisa que chama a atenção é que a energia ali consumida é toda solar. Foram instaladas 15 placas solares para sustentar a fábrica e o consumo nas casas de quem mora no local. Segundo seu Moacir, o Sanhaçu é conhecido como o primeiro engenho movido a energia solar do Brasil. Ganhou até prêmio como uma das 12 empresas mais sustentáveis do país. Até porque eles ainda mostraram que dão uso devido aos resíduos gerados, aproveitando toda a cana. O bagaço, por exemplo, vira adubo orgânico; a água, é reutilizada e por aí vai.

Portanto, não é de se estranhar que muitas escolas e universidades os procurem para visitas pedagógicas.

cachaçaria Sanhaçu, em Chã Grande, Pernambuco

Outros produtos derivados da cana fabricados na cachaçaria Foto: Anchieta Dantas Jr.

Ao fim da visita, há uma lojinha, onde degusta-se as cachaças e se pode comprar os produtos para levar para casa. E sabe outra novidade que descobri no Engenho Sanhaçu? Sorvete de rapadura e gelatina de cachaça!

Serviço

Onde: Sítio valado, S/N, zona rural de Chã Grande
Horário: de segunda a sábado, das 7h às 17h e domingos e feriados, de 7h às 15h.
Valor: R$ 10 por pessoa o tour rural, com duração média de 45 minutos, e R$ 12 o tour pedagógico, com duração de 90 minutos e lanche. Precisa agendamento. Aceita cartões.
Site: www.sanhacu.com.br
Telefones: (81) 99226.6474, 99251.7447 e 3537.1413.

Leia mais sobre o turismo rural de Pernambuco

Descubra o turismo rural de Pernambuco

Engenho Cachoeira: sabores e muita diversão em Pernambuco

Fazenda Brejo: a experiência da vida no campo no agreste pernambucano

Serra Negra, em Pernambuco, tem pôr do sol com muito forró

Pousada Fazenda Santa Fé: puro charme no agreste de Pernambuco

Refúgio do Rio Bonito: descanso e aventura em Pernambuco

Portal de Gravatá: pioneiro no turismo rural de Pernambuco

 

O Blog Andarilho viajou a convite da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *