Fernando de Noronha: guia completo para visitar este destino de sonho

por

Ai que lindo! Pode ter a certeza de que esta é a frase que você vai mais escutar, inclusive de si próprio, ao pôr os pés em Fernando de Noronha, em Pernambuco. É natural, sai espontaneamente a cada praia, a cada paisagem, que a gente se depara. E não tem como evitar, porque é lindo mesmo, ou melhor, é deslumbrante! Portanto, prepare-se para uma viagem de sonho, afinal, este arquipélago formado por 21 ilhas, ilhotas e rochedos, possui o mais belo conjunto de praias do Brasil, tendo sido uma delas, a do Sancho, eleita a mais bonita do mundo.

Ou seja, isto não é pouco se levarmos em conta que o nosso país ostenta mais de sete mil quilômetros de litoral e um lugar tão pequeno – apenas 26 km², dos quais 17 km² são da ilha principal – reúne tanta beleza.

Em Noronha tudo chega a ser escandaloso de tão bonito, como o visual inesquecível da Baía do Sancho, da Baía dos Porcos e do Morro Dois Irmãos (foto de abertura do post), do mergulho com cardumes de peixes coloridos, tartarugas marinhas, arraias e às vezes até um tubarão; navegar lado a lado com golfinhos rotadores, observar o pôr do sol a partir da Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios ou do Mirante do Boldró, ou mesmo de dentro de um barco no meio do mar.

Correndo o risco de ser clichê, eu não tenho o menor receio de afirmar: Fernando de Noronha é mesmo o paraíso aqui na Terra. Porém, é bom avisar: prepare-se, também, para uma viagem nada econômica.

As passagens aéreas não são baratas; a maior parte das pousadas da ilha são básicas, com pouco conforto e preços altos; do mesmo modo como os pratos dos restaurantes, mesmo os mais simples. Ali, praticamente tudo chega de avião, o que coloca os custos nas alturas.

Além disso, as taxas de Proteção Ambiental, esta paga por dia de permanência, e a do Parque Nacional Marinho também aumentam essa conta.

Por isso, vale se organizar para otimizar a sua viagem e não desperdiçar um minuto sequer pela ilha.

E não deixe de ir pela questão financeira. Até porque, creio que essa não vá ser a principal lembrança da ilha que terá ao voltar para casa (tem que voltar mesmo?). Tudo que você viu e viveu vai lhe deixar com um gostinho de quero mais. Acredite!

Há cerca de um mês eu estive por lá e nesse post eu trago um guia completo para você planejar a sua viagem a Fernando de Noronha e também poder curtir esse lugar tão especial.

A seguir, você encontrará informações sobre como chegar, as taxas necessárias para poder entrar em Fernando de Noronha, o que levar na mala, como se locomover, os passeios que não podem deixar de ser feitos, onde ficar e comer e o quanto custa, entre outros detalhes. Vamos lá?

Quando ir a Fernando de Noronha

Eu estive em Noronha em agosto, transição para os meses de setembro e outubro, quando o mar é perfeito para mergulhar. Mas como estamos falando de natureza, não há como controlar e, mesmo assim, em um dia ou outro, a visibilidade dentro d’água pode não estar tão boa.

Dezembro a fevereiro é o período em que as ondas favorecem quem estiver a fim de surfar.

Mas se você quer economizar, segundo eu pesquisei, os voos e as diárias ficam mais baratas (estas pelo menos uns 30% menos) entre março e junho, quando chove mais. No entanto, também me disseram que isso não costuma atrapalhar os passeios.

Por via das dúvidas, eu optei pela segunda metade do ano.

Como chegar à ilha

De avião. Não tem outra forma. E voos diretos para Fernando de Noronha partem apenas de Natal e Recife. A viagem leva aproximadamente 1h20. Portanto, se você está em outra cidade brasileira terá que fazer conexão nessas duas capitais.

Apenas as companhias aéreas GOL e Azul fazem o trajeto. Eu voei pela Azul. Comprei a passagem em julho deste ano, aproveitando um daqueles fins de semana de ofertas, quando a empresa estava concedendo 15% de desconto nos bilhetes para qualquer destino do Brasil.

Voo para Fernando de Noronha

Avião da Azul chegando a Fernando de Noronha Fotos: Anchieta Dantas Jr./Blog Andarilho

O valor não foi barato: R$ 1.154 com taxas, ida e volta saindo de Fortaleza, com conexão em Recife.

Promoções para Fernando de Noronha são difíceis, então achei que era chegada a hora de ir.

Dica: escolha assentos na janela e do lado esquerdo da aeronave. Quando o avião chega a Noronha, ele sobrevoa a ilha e quem senta nessas cadeiras tem vistas espetaculares da ilha. É de suspirar de tão lindo!

E não esqueça de, ao embarcar, deixar o seu smatphone no modo avião e de economizar bateria, para que você possa fotografar e fazer vídeos à vontade. Outra opção é deixar uma máquina fotográfica convencional a postos.

Vista de Fernando de Noronha desde o avião

Pousando em Fernando de Noronha

Quais são os ingressos e taxas obrigatórios

Apesar de continuarmos em território nacional, a impressão que se têm é ao contrário. Há um controle imigratório tanto na chegada como na saída, não importa se você é brasileiro ou estrangeiro.

Isto porque, Fernando de Noronha só recebe apenas 750 turistas por dia e para visitar o destino é necessário pagar duas taxas.

A primeira delas é a Taxa de Proteção Ambiental (TPA). Só é permitido entrar na ilha, ou melhor, sair do aeroporto, com este tributo pago. Ele correspondente ao período da sua estada e custa R$ 68,74 por dia.

Recomendo que essa taxa seja paga antes da viagem, pois, na chegada, você pegará uma fila menor à que se forma ao desembarcar para quem não quitou o tributo antecipadamente.

Fila para os procedimentos de entrada em Fernando de Noronha

Fila para os procedimentos de entrada em Fernando de Noronha

Para mais informações e efetuar o pagamento online clique aqui.

Você vai precisar comprar também o ingresso do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, que é valido por 10 dias, para poder visitar as praias (as mais lindas), fazer trilhas, assim como fazer mergulhos e passeios de barco dentro dele.

As praias e trilhas do Parque são: Sancho, Sueste, Baia dos Golfinhos, Baia dos Porcos, Praia do Leão, Piscina da Atalaia, trilha dos Golfinhos; do Abreu, do Capim Açu, da Pontinha Pedra Alta, do Forte São Joaquim, do Morro São José, assim como Ponta das Caracas e Caieira.

Para comprar o ingresso é preciso fazer um cadastro e a aquisição pode ser feita de duas formas:

Presencialmente na bilheteria na Praça Flaboyant, que fica entre Floresta Nova e a Vila dos Remédios, e funciona diariamente das 14h20 às 22h; no Centro de visitantes ICMBio Boldró, das 8h às 21h; e nos Postos de Informação e Controle (PIC) do Golfinho/Sancho (8h às 18h30) e Sueste (9h às 16h). Todos eles funcionam diariamente.

Como comprar o ingresso para o parque nacional de Fernando de Noronha

Bilheteria para compra de ingressos para o Parque Nacional Marinho, na Praça Flamboyant

A outra maneira de adquirir o ingresso para o Parque Nacional é por meio do site e, neste caso, você terá um voucher que deverá ser impresso e apresentado em qualquer bilheteria citada anteriormente para a retirada do documento.

Como comprar o ingresso para o parque nacional de Fernando de Noronha

Ingresso para o Parque Nacional de Fernando de Noronha

Como comprar o ingresso para o parque nacional de Fernando de Noronha

Verso do ingresso

Para fazer o cadastro e comprar online acesse aqui. O ingresso para o Parque Nacional de Fernando de Noronha custa R$ 99 para brasileiros e R$ 198 para estrangeiros.

Crianças menores de 12 anos e adultos maiores de 60 (brasileiros e estrangeiros portadores do RNE de categoria permanente) são isentos, mas é necessário fazer o cadastro e retirar o cartão de acesso. Não é obrigado contratar um condutor para visitar o Parque Nacional.

Porém, algumas trilhas do Parque são obrigatoriamente guiadas por condutores credenciados. São elas: Trilha do Capim Açu, Trilha da Pontinha Caieira (Atalaia Longa) e Trilha Morro São José a nado.

Ao mesmo tempo, há atrativos desse parque que necessitam ser agendados. São eles: Atalaia, Abreu, Trilha Pontinha Caieira, Trilha Capim Açu e Morro São José.

O agendamento tem que ser feito pessoalmente pelo próprio visitante, portando o ingresso, ou por terceiros através do voucher (quando o ingresso for adquirido antecipadamente pela internet).

Você poderá também solicitar junto a sua pousada ou condutor de trilhas contratado se eles oferecem este serviço. O agendamento deve feito com no máximo cinco dias de antecedência da data pretendida para cada passeio.

Neste link estão todas as informações sobre as trilhas.

Quantos dias ficar em Fernando de Noronha

Eu recomendo de três a quatro dias inteiros, no mínimo, para dar tempo de ver o básico da ilha e voltar nos lugares que mais gostou. Se o seu bolso permitir, estenda a estada.

O que levar na mala

A vida em Noronha é simples e faz calor o ano todo. Assim sendo, é essencial levar roupas leves e para banho, chapéus/bonés, assim como calçados adequados para andar no chão de pedra ou barro.

Embora seja uma pequena ilha, há muitas subidas e descidas. Vá preparado com tênis de caminhada e chinelo com sola de borracha.

Como as coisas são muito caras na ilha, recomendo levar na necessaire, além dos itens de higiene pessoal e protetor solar para o corpo e lábios, medicamentos básicos – dor de cabeça, gripe, estômago/intestino, relaxante muscular, anti-alérgicos, anti-inflamatórios e repelente para insetos, entre outros, pois você pode vir a precisar.

Não esqueça também de medicamentos específicos que você possa estar tomando no momento de visita à Noronha.

Tem dúvidas na hora de arrumar a bagagem? Veja aqui como fazer uma mala leve e prática.

Dinheiro e cartões

A maior parte dos estabelecimentos em Fernando de Noronha aceita cartão de crédito e de débito.

No entanto, encontrei lugares que oferecem desconto se o pagamento for em espécie. Tanto restaurantes como agências de turismo que oferecem os passeios, barateando, dessa forma, a sua estada.

Para sacar dinheiro, só há caixa eletrônico no aeroporto e nos postos do Banco do Brasil e do Santander na Vila dos Remédios.

Assim, recomendo que também leve dinheiro em espécie para não passar nenhum aperto.

Adiante o relógio

Antes de desembarcar em Noronha adiante seu relógio em uma hora para não perder nenhum passeio. A ilha tem uma hora a mais em relação ao continente, com exceção de quando é horário de verão no Brasil, quando a hora por lá se iguala à de Brasília.

Como ir do aeroporto até a pousada

Ao chegar, não se preocupe com o transfer até a sua pousada. Praticamente todas as agências de receptivos de Noronha estarão com representantes com plaquinhas na área de desembarque do aeroporto (bem pequeno por sinal), tanto para quem comprou os passeios antecipadamente e negociou o transporte com elas ou para quem está chegando e ainda não tem ideia do que vai fazer.

Como chegar a Fernando de Noronha

Aeroporto de Fernando de Noronha

Como chegar a Fernando de Noronha

Área de desembarque do Aeroporto de Fernando de Noronha

Na tentativa de vender seus tours, as agências tentam captar os turistas ali mesmo no aeroporto e no caminho até a pousada vão mostrando o seu portfólio.

Aliás, comprando dois ou mais passeios, elas lhe oferecem gratuitamente o transfer de volta.

Como se locomover em Fernando de Noronha

A ilha não é extensa, mas não dá para circular só a pé. Por isso, leva vantagem quem fica na Vila dos Remédios ou em Floresta Nova, por conseguir chegar caminhando até a praia e estar em meio ao comércio e restaurantes.

Para ter liberdade total, o ideal é alugar um buggy – a diária custa em torno de R$ 250 (preço de agosto de 2017) e a gasolina (a mais cara do Brasil, vendida por quase R$ 6 o litro) fica por conta do visitante.

Também há táxis, que cobram no mínimo R$ 19 pela corrida, podendo chegar a R$ 45 dependendo do trajeto a fazer.

Pelos sete quilômetros da BR-363, a terceira menor do Brasil, circulam micro-ônibus (R$ 5 a passagem) que ligam, a cada 30 minutos, o Porto de Santo Antônio ao Sueste, passando pela entrada do Sancho.

O velho e bom hábito de pegar carona é comum pela ilha. Segurança não é problema, pode ficar tranquilo.

Outra opção para conhecer Noronha são os passeios oferecidos pelas agências de receptivos locais, pois eles pegam e deixam o visitante nas pousadas.

O principal é o Ilha Tour, obrigatório para os marinheiros de primeira viagem, pois percorre 70% de Noronha em um único dia, passando pelos principais pontos de interesse e paradas para mergulho com snorkel.

Daí, depois, se você prolongar a sua estada, volta nos locais que mais gostou. Detalho este e outros passeios mais adiante.

Onde se hospedar

A rede hoteleira de Noronha oferecem de tudo: pequenos hotéis, pousadas, hostels e pousadas familiares, com serviço mais informal.

A maioria conta com TVs de LCD, frigobar, ar-condicionado e serve café da manhã. Leve em conta a localização na hora de fazer a reserva.

Quem fica em Floresta Nova e na Vila dos Remédios (o centrinho da ilha), por exemplo, consegue chegar caminhando às praias do Cachorro, do Meio e da Conceição.

Nas vilas do Trinta e Floresta Velha a praia fica mais distante.

No Sueste, apesar de também estar perto da praia, para chegar à Vila dos Remédios e Floresta Nova, onde há mais comércio e restaurantes, é preciso pegar um ônibus ou estar de carro.

Eu fiquei, em Floresta Nova, a poucos passos da Praça Flamboyant, onde há muitas opções de restaurantes e onde está um dos postos do CMbio (onde compra-se o ingresso para o Parque Nacional).

Uma opção econômica além das pousadas familiares são os hostels. Noronha tem dois, com camas em quartos compartilhados a partir de R$ 150 a noite.

Onde comer em Noronha e quanto custa

Peixes, frutos do mar, carne vermelha, frango, massas e também preços altos estão em quase todos os cardápios de Fernando de Noronha. A maioria dos produtos vem do continente, o que inflaciona a conta.

Embora isolada, come-se muito bem na ilha, pois há bons restaurantes.

Em média, os pratos individuais custam entre R$ 60 e R$ 80 e para duas pessoas em torno de R$ 150.

Em termos de gastronomia, o programa mais famoso é o Festival Gastronômico da Pousada do Zé Maria. Que acontece nas noites de sábado e quarta-feira a partir das 20h30.

Ele é um dos moradores mais famosos de Fernando de Noronha e seu festival gastronômico, realizado em sua pousada, já ficou nacionalmente conhecido.

Para participar você precisa fazer uma reserva, dada a procura e apesar do preço salgado.

O valor (agosto de 2017) é de R$ 250 e não estão inclusos no preço as bebidas e os 10%. Eu não participei, mas fica a dica para quem quiser conferir.

Entre os restaurantes de Noronha, a opção mais “econômica” que eu encontrei foi o Empório São Miguel, cujo espaço é, ao mesmo tempo, rústico e bonito, localizado na Praça Flamboyant. Gostei tanto que comi por lá todos os dias em que estive em Noronha.

Onde comer em Fernando de Noronha

Restaurante Empório São Miguel

Não recebi nenhum benefício para divulgá-los, mas vou deixar a dica por conta dos preços e do atendimento.

No São Miguel, eu comi pratos individuais como o Frango Caprese, feito de cubos de frango com espaguete ao molho pesto, tomates secos e mussarela de búfala, por R$ 38; e o Peixe do Chef, com molho de manga, maracujá e iogurte, acompanhado de arroz de castanha, legumes ao vapor e batata recheada com creme por R$ 56.

Onde comer em Fernando de Noronha

Frango Caprese

Onde comer em Fernando de Noronha

Peixe do Chef

Para beber, eles têm caipirinha e caipifrutas por R$ 14, abaixo da média do que se vê em Noronha (cheguei a encontrar esta bebida por R$ 20), refrigerantes a R$ 6 e cerveja long neck a R$ 14.

No almoço, há buffet self-service por R$ 78 o quilo, bem mais em conta que os R$ 99 cobrados pelo Noronha Steack House, no Sueste.

Outra coisa: água mineral em Fernando de Noronha não é barato. Você vai encontrar a garrafa de 1,5 litro nos mercadinhos variando entre R$ 5 e R$ 8.

Acesso á internet

A única operadora de telefonia móvel que por enquanto possui sinal de dados satisfatório em Fernando de Noronha é a TIM, que conta com uma antena 4G, e mesmo assim falha em muitos pontos da ilha. As demais só funcionam a contento para comunicação por voz.

wi-fi gratuito na maioria das pousadas e na Praça Flamboyant. Porém, não espere constância e qualidade do sinal. Portanto, se você é um viciado em postagens em redes sociais poderá se decepcionar.

Para fazer o meu trabalho, eu confesso que tive que ter muita paciência. A maioria das fotos, eu postei após deixar a ilha.

Roteiro de quatro dias em Fernando de Noronha

Primeiro dia

Ao chegar em Noronha, uma segunda-feira, eu desembarquei por volta das 16h, fiz o procedimento de entrada na ilha e peguei o transfer até a pousada oferecido pela Primeiríssima Receptivos e Passeios, que foi parceira do Blog Andarilho nessa viagem a Fernando de Noronha, patrocinando os passeios.

Embora eu não tenha pago pelos serviços prestados pela Primeiríssima, eu recomendo demais essa agência.

Sabe por quê? Além do preço (o mais barato que achei à época, quando pesquisei o que ver e fazer em Fernando de Noronha), pelo tratamento que recebi quando os contatei para contratar os passeios e eles acabaram por decidir apoiar o Blog nessa viagem. Foram super solícitos!

Sem citar nomes, pois eu não quero esquecer ninguém, eu não tenho palavras para agradecer todo o apoio que recebi de todos os seus funcionários, sem exceção.

Adicionando ao fato de que em cada tour que eu fiz com eles, o que mais escutei foram elogios de quem participava.

É notório que quem trabalha na Primeiríssima tem amor pelo o que faz e procura tratar o turista da melhor forma possível. Na verdade, parecem uma família prontos a receber a gente em sua casa. Então não precisa dizer mais, né?

Como cheguei à pousada depois das 17h e o dia seguinte ia ser puxado, eu resolvi sair apenas para jantar e acordar cedo no dia seguinte para fazer o Ilha Tour, principal passeio da ilha, uma espécie de introdução a Fernando de Noronha. Portanto, imperdível!

Dica: durante os passeios, leve sempre uma garrafa de água mineral e pequenos lanches como barras de cereais, biscoitos e frutas. Se puder chegar a Noronha com uma reserva na mala o faça, pois, como eu já mencionei, tudo é muito caro na ilha.

Segundo dia

Creio que uma das melhores coisas que fiz em Noronha foi o passeio do Ilha Tour. Ele é o passeio mais completo de Noronha e através dele você pode conhecer a ilha quase que na sua totalidade, para nos dias seguintes escolher os lugares que quer voltar.

É feito por terra, em carros 4X4 com capacidade máxima para 10 pessoas e eles pegam a gente na pousada por volta das 8h, retornando às 18h30.

Passeios em Fernando de Noronha

Veículo da Primeiríssima Receptivos e Passeios que faz o Ilha Tour

Em um dia, são visitadas praticamente todas as praias do mar de dentro e mar de fora, como a Praia do Leão (área de desova de tartarugas), Mirante da Baía das Caracas, Baía do Sueste, Porto de Santo Antônio, Air France e Museu dos Tubarões,  Mirante da Baía do Sancho e Mirante da Baía dos Porcos, Buraco da Raquel e Cacimba do Padre. Não necessariamente nessa ordem.

Ilha Tour Fernando de Noronha

Praia do Leão

Ilha Tour Fernando de Noronha

Mirante da Baía do Sancho

E quando chegar à Baía do Sancho não se intimide com as escadas que dão acesso à praia. São muitos degraus, alguns deles passando por meio da rocha, o que pode aparentar um pouco claustrofóbico, mas não é (mais adiante eu mostro um vídeo de como é). Garanto que você não vai se arrepender de ter descido.

Para finalizar, o Fortinho do Boldró, o lugar perfeito para ver o pôr-do-sol e contemplar a beleza do Morro dos Dois Irmãos.

Ilha Tour Fernando de Noronha

Pôr do sol em Noronha visto do Fortinho do Boldró

Vale ressaltar que este passeio não vai até às praias consideradas urbanas: Praia do Cachorro, do Meio e da Conceição e ainda à Praia da Atalaia (fiscalizada pelo ICMbio), que poderão ser acessadas a pé, por estradas vicinais.

Em Noronha, costuma-se brincar que o Ilha Tour também se chama de DVD – Deita, Vira e Dorme -, dado ao cansaço depois de fazê-lo. Mas, vale muito a pena e confesso que nem fiquei tão cansado assim.

Durante o tour, há paradas para mergulho com snorkel. Mas não se preocupe se você não possui o equipamento. Antes de seguir, eles levam o grupo para alugar o que a gente precisa, no caso nadadeiras, colete e máscara com o snorkel.

O aluguel custa R$ 10 por item e totaliza R$ 30 por um dia. Também não se preocupe com a devolução do material, pois o pessoal da Primeiríssima trata de devolver ao fim do passeio.

Os principais pontos de mergulho são a Baía do Sueste, onde mesmo no raso (com água na altura da batata da perna), vemos pequenos tubarões (fique tranquilo! São inofensivos, desde que não se mexa com eles) e a Praia do Porto de Santo Antônio.

Este último o mais legal, pois adentramos por uns 700 metros nadando pelo mar, podendo a profundidade chegar a uns 10 metros. No trajeto, cardumes de peixes coloridos, arraias, tartarugas, tubarões e ainda um naufrágio.

O guia nos acompanha o tempo todo e o mergulho é muito tranquilo, ainda mais que estamos de colete e é impossível afundar.

O almoço acontece por volta das 13h e não está incluso no valor do passeio.

Uma dica: é muito importante respeitar as regras e escutar as orientações dos guias a fim de evitar problemas.

Passeios em Fernando de Noronha

Guia Davi, da Primeiríssima Receptivos e Passeios, dando as instruções durante o Ilha Tour

Assista a seguir um  vídeo mostrando um pouco do que foi o nosso passeio do Ilha Tour:

Valor do Ilha Tour: em torno de R$ 160 por pessoa.

Terceiro dia

Pela manhã, fiz o passeio de barco tradicional, com embarque no Porto de Santo Antônio. O pessoal da Primeiríssima foi me buscar na pousada às 7h30 e me deixou de volta em torno de 12h00.

Neste passeio, a gente percorre as ilhas secundárias, toda extensão do Mar de Dentro, passando pelas praias do Cachorro, do Meio, da Conceição e Cacimba, do padre, Morro dos Dois Irmãos, Sancho, chegando até a Ponta da Sapata.

Todo o trajeto é bem explicado pelo guia da Primeiríssima Receptivos e Passeios, contando muitos detalhes da história de Fernando de Noronha. Bastantate educativo!

É neste passeio que vemos os golfinhos (muitos por sinal!), que dificilmente deixam de acompanhar o barco. É muito lindo, assim prepare a máquina fotográfica ou a câmera do smartphone.

Passeio de barco em Fernando de Noronha

Golfinhos rotadores acompanhando o barco

No retorno, o barco ancora na Baía da Praia do Sancho, por cerca de 40 minutos, parada quem quiser tomar banho e fazer snorkel sobre a laje de corais. No entanto, não é permitido nadar até a praia por motivos de segurança.

Mergulho em Fernando de Noronha

Parada para mergulho na Baía do Sancho

Neste passeio também não está incluso o material de mergulho. Dessa forma, assim como no dia anterior, você terá que alugá-lo.

Eu optei apenas pelo colete e pela máscara comm o snorkel, pagando R$ 20. Dispensei as nadadeiras, pois não ia nadar grandes distâncias, visto que ficamos próximos ao barco.

Valor: em torno de R$ 160 por pessoa.

Já à tarde, após o almoço, fiz o passeio chamado de Lancha Vip, onde acontece o Aquasub, chamado ainda de Prancha sub ou Mergulho a Reboque.

Muita gente acaba não fazendo este passeio por achar caro, mas, fica o conselho: se você vai à Noronha, não deixe de fazer. É muito bacana!

O passeio tem a duração de 3 horas e pode ser feito com até 10 pessoas.

Acontece assim: o barco vai para o mar e as pessoas são rebocadas, a baixíssima velocidade por cerca de 30 minutos, por uma corda amarrada a uma prancha.

Cada um fica com sua máscara e snorkel segurando na prancha sem tirar a cabeça da água, e aí é só incliná-la para baixo para fazer manobras para o fundo, e para cima para voltar à superfície. A prancha é muito fácil de manusear e o passeio é simplesmente sensacional!

Mergulho em Fernando de Noronha

Pronto para entrar no mar e curtir o mergulho com a prancha sub

Foi surpreendente, por exemplo, quando passamos por cima da área de um navio naufragado. No caminho é possível ver peixes, arraias, tartarugas e até tubarões, os quais felizmente eu não vi (risos).

Depois o segue até o Morro dos Dois Irmãos, retorna e ancora na na Praia da Conceição para saborearmos um delicioso churrasco de peixe a bordo e para que possamos assistir o pôr do sol.

Veja um pouco de como foi o passeio da Lancha Vip e o Aqua Sub feito com o pessoal da Primeiríssima no vídeo a seguir:

Para este passeio eles nos pegam na pousada por volta das 14h e a lancha sai do porto por volta das 15h, retornado às 18h.

O preço varia de R$ 250 a R$ 320, a depender do que é oferecido a bordo.

Quarto dia

Como meu voo era apenas às 13h30 e o pessoal da Primeiríssima agendou meu transfer para as 11h30, eu acordei cedo e fui fazer um tour a pé e por conta própria pela parte histórica da Vila dos Remédios, o centrinho de Noronha.

Pelo caminho, o Pátio e o Palácio de São Miguel, onde funcionou um presídio na época da colônia e hoje abriga a administração de Noronha; a Igreja de Nossa Senhora dos Remédios; o Memorial Noronhense (ao lado) e o Jardim Elizabeth, que leva às ruínas da Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios, um dos dez fortes que existiram em Noronha.

Vila dos Remédios Fernando de Noronha

Pátio e o Palácio de São Miguel

Vila dos Remédios Fernando de Noronha

Igreja de Nossa Senhora dos Remédios

Vila dos Remédios Fernando de Noronha

Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios

Vila dos Remédios Fernando de Noronha

Ruínas da Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios

De lá se tem uma vista deslumbrante do Porto e das praias do Cachorro, do Meio e da Conceição, avistando ainda o Morro do Pico e os Dois Irmãos.

Se for de seu interesse, visite também o Arte Noronha, espaço que vende de artesanato a livros de fotos sobre a ilha.

Depois, eu peguei a Trilha Costa Azul, para fazer umas fotos das praias do Cachorro, do Meio e da Conceição.

Estas praias ficam uma do lado da outra e são as mais próximas da Vila dos Remédios. Chega-se facilmente caminhando e são perfeitas para relaxar e recarregar as baterias depois de tantos passeios em Fernando de Noronha.

Praias de Fernando de Noronha

Praia do Cachorro

Praias de Fernando de Noronha

Praia do Meio

Praias de Fernando de Noronha

Praia da Conceição

Outros passeios em Fernando de Noronha

Se você for ficar mais dias na ilha, coloque na roteiro alguma trilha – a mais famosa e procurada é a do Atalaia e que leva a piscinas naturais (não esqueça de agendar) – e um mergulho com cilindro (atividade que deve ser feita com ao menos 24h de antecedência em relação ao seu voo de volta).

Vida noturna

Não há muitas opções. Além de jantar e tomar alguns drinques nos restaurantes da ilha, alguns com música ao vivo, o forró do Bar do Cachorro, na Vila dos Remédios, é um clássico.

Além disso, durante a semana, todas as noites, na sede do Projeto Tamar, há palestras gratuitas com temas diferentes sobre a a vida em Noronha a partir das 20h.

Quanto eu gastei em Noronha

Passagens aéreas com taxas: R$ 1.154.

Taxa de Proteção Ambiental: R$ 206,22 (por três dias).

Ingresso Parque Nacional: R$ 99.

Hospedagem: R$ 450 por três diárias.

Passeios: os três tours que fiz fora, patrocinados pela Primeiríssima Receptivos e Passeios. Mas à época, o pacote com o Ilha Tour, o Barco Tradicional e a Lancha Vip estava em promoção por R$ 370, se fosse pago em espécie. Consulte se eles não continuam com esta promoção.

Aluguel de equipamentos de mergulho: R$ 50.

Alimentação e outros gastos = R$ 400.

Total = R$ 2.359. Se eu fosse incluir os passeios, eu o gasto teria sido de R$ 2.729,72.

Planeje sua viagem com a gente

Fazendo suas reservas aqui pelos banners e links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda a manter a nossa página.

Nossos parceiros foram escolhidos a dedo para lhe oferecer o melhor custo/benefício em suas viagens.

Para procurar voos para Fernando de Noronha,  utilize o comparador de preços Voopter acessando aqui e encontre uma tarifa que se encaixe no seu bolso.

Reserve seu hotel ou hostel pelo Booking clicando aqui e tenha uma estada com o melhor preço. Há várias opções com cancelamento grátis!

Seguro viagem com desconto? Nosso parceiro Promoseguros oferece mais de 10 seguradoras com planos e preços imbatíveis para você viajar protegido. Faça a cotação e garanta já seu desconto. Utilize o cupom “BLOGANDARILHO5″. Ele lhe dá direito a 5% de abatimento na compra do seguro de viagem. Não viaje sem seguro. Evite perrengues.

Vai querer alugar um carro ? Então, compare preços e tenha o melhor atendimento com Rentcars.com. Clique aqui e alugue um veículo com o melhor valor.

Gostou dos nossos passeios com o pessoal da Primeiríssima Receptivos e Passeios ? Acesse o site da agência ou os contate pelo e-mail vendas@primeirissimanoronha.com.br e telefones (81) 3619-0136 / 98432-3246 / 99525-4886.

 

Gostou desse post? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais para que eles  e mais pessoas fiquem sabendo como planejar uma viagem a Fernando de Noronha. Os botões de compartilhamento estão no início e no fim do texto.

E para acompanhar tudo que acontece no Blog Andarilho siga a gente no Facebook, no Instagram e no Twitter e também não deixe de se cadastrar para receber a nossa Newsletter.

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *