Saiba como alugar um carro para dirigir no exterior

por

Dependendo do destino, alugar um carro em uma viagem ao exterior acaba sendo uma boa ideia. Nos Estados Unidos, por exemplo, se você for fazer compras e decidir fazer um giro pela Flórida ou pela Califórnia, deve considerar a opção. Existem muitos roteiros bacanas para fazer de carro por lá, onde transportes públicos não cobrem com regularidade – assim como em muitos outros países pelo o mundo -, otimizando, assim, o seu tempo e fazendo com que você aproveite ao máximo o passeio.

E foi pensando nisso que nesse post eu resolvi dar algumas dicas importantes para quem quer quer alugar uma carro para dirigir fora do Brasil. Para isso, o blog contou com a ajuda da Rentcars.com, o maior site comparador de preços da América Latina e nosso parceiro.

Alugar um carro no exterior não é difícil, o contratante da locação deve possuir um cartão de crédito liberado para compras internacionais em seu nome e com limite suficiente.

A consulta aos valores da diária poderá ser solicitada em dólar ou em real. Você escolhe a moeda clicando na bandeira da moeda desejada, de acordo com o site.

Documentos exigidos para dirigir no exterior

Quanto aos documentos necessários para dirigir lá fora, isso pode variar de lugar para lugar.

Nos países da América do Sul, como Argentina, Uruguai e Chile, você só precisa apresentar seu RG, a sua Carteira de Habilitação brasileira (CNH) e a Carta Verde, uma espécie de seguro que protege terceiros em caso de acidente, mas ele só é necessário para cruzar fronteiras entre os países.

Nos Estados Unidos, em cidades como Miami, Orlando, Las Vegas, San Diego, Los Angeles, San Francisco, Nova York e Chicago, você precisa apresentar seu passaporte e sua CNH com no mínimo 1 ano de uso, embora a embaixada americana informe ser necessário portar a Permissão Internacional para Dirigir (PID).

O mesmo vale para outros países como Espanha, Portugal, França, Alemanha, México e Canadá.

Mas vale ficar atento, pois, por outro lado, existem alguns lugares onde é exigida a PID. Na Europa, países como Grécia, Itália e Áustria exigem esse documento.

De qualquer forma, consulte sempre a embaixada ou consulado do seu destino antes de embarcar.

O que posso dizer, e também conforme orienta o pessoal da Rentcars.com, é que possuir a PID, mesmo que você visite um país que só requer sua CNH, é bastante vantajoso.

A PID é uma carteira de motorista traduzida em 7 idiomas, o que ajuda, e muito, se você precisar ter contato com qualquer autoridade devido a alguma ocorrência no trânsito.

Esse documento pode ser solicitado por meio do Detran de sua cidade e os valores e os prazos para a entrega são variáveis em cada estado. Adquira sua PID clicando aqui.

Outro detalhe importante para os turistas: é possível dirigir pelo mesmo período que seu visto permite a permanência no país.

Idade mínima para dirigir fora do Brasil

A idade a partir da qual é permitido dirigir em outro país também pode variar de lugar para lugar. Por exemplo: apesar da variação da faixa etária mínima para condução de veículos nos estados norte-americanos, essa condição não se aplica aos brasileiros.

Para dirigir por lá, você precisará ter mais de 25 anos, o mesmo é válido para os condutores adicionais. Algumas poucas locadoras possuem opções de locação de carros para locatários jovens (menores de 25) e essas cobram uma taxa adicional para esse serviço.

Multas

Nos EUA, para se ter uma ideia, muitas multas são aplicadas na hora, porque é comum que o carro dos policiais sinalize para o veículo que está sendo autuado parar. Assim que você for autuado o policial irá lhe informar o motivo e o valor da sua multa.

Em alguns estados norte-americanos, as multas podem ser pagas na hora, caso contrário lhe será informado a qual endereço se dirigir para fazer o pagamento, ou se é possível realizar o pagamento via cartão de crédito internacional através de um site.

Se por acaso, a multa for emitida posteriormente e destinada à locadora, o que normalmente ocorre nos demais países, ela vai ser descontar do valor bloqueado no cartão de crédito informado para a locação (uma espécie de calção).

Esse procedimento (multa destinada à locadora) evita que você tenha qualquer tipo de problema, já que algumas multas podem ter implicações pesadas para os turistas.

Seguros e serviços opcionais

Na hora de retirar o carro na locadora escolhida é comum que os atendentes ofereçam para os clientes serviços opcionais adicionais, como no caso de proteções extras, por exemplo.

É importante saber que esses opcionais poderão ou não serem aceitos, dependendo unicamente da sua decisão.

No entanto, vale optar sempre pelos seguros mais completos, pois qualquer serviço no exterior pode lhe custar os olhos da cara.

Atente para as condições de locação do veículo

Por fim, tome o cuidado de se certificar sobre todos os serviços cobertos no contrato, informados no voucher que você recebeu logo após a confirmação da reserva.

 

Pretende alugar um carro no exterior? Clique aqui e faça a sua reserva. Você não paga nada a mais por isso, conta com o maior comparador de preço de locação de veículos da América Latina, comparando valores em locadoras de carros em 140 países, e ainda ajuda a manter o Blog Andarilho no ar.

Gostou das dicas? Então compartilhe esse post nas redes sociais para que seus amigos também saibam. Os botões de compartilhamento estão no início e no fim do texto.

E para acompanhar tudo que acontece no Blog Andarilho siga a gente no Facebook, no Instagram e no Twitter e também não deixe de se cadastrar para receber a nossa Newsletter.

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *