Teve problemas com seu voo? Saiba como garantir uma indenização

por

Uma coisa é certa: toda viagem de avião nos deixa ansiosos. A gente sai de casa querendo chegar o quanto antes ao destino, seja por motivos pessoais ou profissionais. É por isso que atrasos e cancelamentos de voos são tão frustrantes. Aliás, acho que a maior fonte de estresse dos passageiros. Basta dar uma voltinha nos aeroportos para encontrar alguém chateado ou preocupado por se ver envolvido em situações como essas.

E as causas mais frequentes para os atrasos e cancelamentos de voos são as condições climáticas, as manutenções não programada nas aeronaves, o tráfego aéreo, problemas com a tripulação e ainda o volume de ocupação do avião.

Neste último caso, o mais comum é a companhia juntar o voo em questão com outro que sairá mais tarde ou cancelar e reacomodar os passageiros.

Porém, o que mais chateia nesses casos é a falta de informação. Nem sempre as empresas deixam a gente informado sobre o que está acontecendo. Ao consumidor resta apenas esperar e arcar com os prejuízos.

Foi o que aconteceu com o consultor Raphael Gonçalves, que viaja com frequência do Rio de Janeiro a Fortaleza, conforme relatou ao Blog Andarilho, pois tem um projeto profissional em andamento na capital do Ceará.

Em uma dessas viagens, em junho deste ano, conta, ele teve o voo de retorno cancelado, perdendo um dia de trabalho no Rio. Além de todo o estresse no aeroporto, aonde não lhe davam nenhuma informação.

Agora, o que você acharia de perder a sua conexão, por uma atraso no primeiro voo? Chato? Põe chato nisso! Essa situação custou uma noite e uma manhã de viagem ao também consultor Caio Thiers para poder chegar a Belo Horizonte, onde foi a um casamento. A viagem também serviria para rever amigos.

Em uma quinta-feira, ao embarcar em Fortaleza com destino à capital mineira, o avião teve problemas e demorou três horas para decolar, fazendo com que a conexão que teria em Brasília fosse perdida.

De acordo com Caio, não havia mais nenhum voo disponível naquele mesmo dia para fazer o trajeto até Belo Horizonte. Isto fez com que a companhia aérea tivesse que pagar para ele e a uma amiga que o acompanhava um jantar em Brasília e uma noite de hotel. Só conseguiram seguir até o destino final na manhã do dia seguinte.

Tudo bem que a companhia cumpriu com suas obrigações e reacomodou os passageiros. Mas e o dia perdido em Belo Horizonte, assim como os compromissos que eles haviam agendado? Perderam, né?

O que fazer em situações como essas? Como reaver os prejuízos morais e materiais por atrasos e cancelamentos de voos? É possível ou temos que se conformar como a solução dada pelas companhias aéreas, nem sempre favorável ao passageiro?

Se conformar? Jamais! Saiba que as leis brasileiras defendem os direitos do consumidor nessas situações. Mas, infelizmente, muita gente não busca ajuda, seja por achar que há muito burocracia envolvida ou por simples desconhecimento de como proceder.

A impressão que eu tinha em relação a atrasos e cancelamentos de voos é que seria muito complicado e burocrático entrar na Justiça em busca dos meus direitos, porque realmente eu não entendia o que era preciso, nem com quem eu tinha que falar e qual que seria o custo disso

É o que relata Caio. Dedicar tempo em busca de seus direitos também não estava nos planos de Raphael. “Eu não queria perder tempo indo ao escritório de um advogado para contar o caso”, fala.

Porém, felizmente, ambos decidiram não ficar de braços cruzados e, independentemente do que pensavam, foram atrás de serem ressarcidos pelos transtornos que passaram. E é sobre isso que quero chamar a sua atenção.

Todos os dias problemas com voos acontecem e milhões de brasileiros não vão atrás  do que lhes é devido ou não sabem que podem entrar na Justiça, recebendo, em alguns casos, até R$ 10 mil de ressarcimento das companhias aéreas. Ainda quer ser um desses consumidores? Acredito que não, né?

E conseguir ressarcimento por transtornos causados por atrasos e cancelamentos de voos é mais simples e prático do que você imagina.

Sabe por quê? Eu descobri um serviço muito bacana e inovador para proteger o viajante que passa por essas situações e que  nesse post eu mostro para você.

Por meio dele dá para recorrer também em casos de extravio de bagagem, overbooking entre outros relacionados a viagens de avião.

Refiro-me ao AjudaJus, uma plataforma totalmente online que conecta advogados a clientes em causas de defesa do consumidor em problemas com voos, desburocratizando o acesso à Justiça e sem o “juridiquês”, ou seja, sem aquele vocabulário todo que nem eu e nem você entendemos a mínima!

Mas o que torna esse serviço tão especial? Você deve estar se perguntando.

Com o AjudaJus, precisei apenas relatar o meu caso no site e enviar alguns documentos, tudo online. O diferencial foi a comodidade de poder fazer tudo do meu celular, sem perder tempo e sem gastar nada. Me senti seguro em saber que eles apenas ganhariam algo quando eu também ganhasse

Destaca Raphael que recorreu ao serviço. “A vantagem é justamente o serviço ser direto e impessoal, por não pagar nada e por deixar tudo bem claro. Ir atras de advogado, negociar valores com ele, era uma coisa que não me atraia e que me fazia achar que não valeria a pena o custo de perder tempo para lutar por uma eventual indenização”, emenda Caio.

E ainda bem que eles correram atrás do prejuízo. Com processos que não duraram nem dois meses, Raphael e Caio obtiveram ressarcimento de R$ 3 mil cada.

O pessoal do AjudaJus sempre explicou o passo a passo de forma simples e em menos de uma semana deram entrada no meu processo. Em cerca de dois meses, a companhia aérea propôs um bom acordo. Assim, recebi uma indenização justa por algo que, certamente, nem iria atrás

Esse relato do Caio, que não é diferente daquele feito pelo Raphael, foi o que me fez fazer esse post e deixa nosso leitor a par de mais esse serviço em prol dos viajantes.

Serviço descomplica a vida dos viajantes

Mas como funciona, na prática, o AjudaJus? Como eu disse é tudo bem simples e prático. Eu fiz uma simulação na plataforma e relato a seguir o passo a passo para você.

O passageiro que teve algum problema com um voo entra no site informa o ocorrido e detalha o que aconteceu, dizendo o seu local de partida, destino e motivo dado pela companhia aérea para explicar a situação.

Saiba como recorrer à Justiça por problemas com atrasos e cancelamentos de voos

Home page AjudaJus Foto: Reprodução

Ao mesmo tempo, anexa, na própria plataforma, todos arquivos de prova que possui – podem ser e-mails, prints de mensagens enviadas pela companhia aérea para o seu celular, cópia das passagens etc.

Em menos de 30 minutos, a empresa enviou um contrato e uma  procuração gerados pela plataforma, garantindo que eu não precisaria pagar nada antes do final da ação. Apenas 30% sobre o valor da indenização, ou seja,eu só pagaria pelo serviço se ganhasse a causa.

Também achei super bacana o fato de eu não precisar me deslocar para assinar o contrato. Após a assinatura do passageiro, basta ele tirar uma foto do documento e mandar para a empresa.

Ajudajus

Foto: Reprodução

A partir daí, o caso é passado para um advogado especialista parceiro do AjudaJus, que apenas vai entrar em contato com o consumidor por e-mail ou whatsApp para esclarecer algum fato e dar entrada no processo.

Muita gente tem receio de ter algum custo para entrar na justiça ou ter que pagar algo, caso percam a ação. E este é um dos nossos focos, não cobramos nada antes para entrar por você e exigir os seus direitos. E caso não vençamos a ação, não cobraremos nada, assumimos todos os custos

É o que prometem os fundadores do site. “Mas até agora isto nunca ocorreu, temos uma taxa de 100% de ações vencidas”, fazem questão de afirmar.

Pelo que eu apurei, desde que entrou no ar (agosto de 2017), 77 ações já foram protocoladas na Justiça, com 20 delas finalizadas e ganhas.

Isso garantiu um retorno de mais de R$ 246 mil para os passageiros que foram atrás de seus direitos. A maior parte das reclamações diz respeito a cancelamento de voo.

Atualmente, o AjudaJus já conta com 100 advogados cadastrados pelo Brasil, atuando, por enquanto, em oito estados. São eles: Bahia, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Sergipe.

Uma boa notícia é que a eles estão constantemente cadastrando novos advogados, a fim de que, muito breve, possam vir a atender a todo o Brasil.

Segundo Caio, aquele que levou uma noite e uma manhã para viajar de Fortaleza a Belo Horizonte, ele já indicou o serviço para três pessoas e todas ficaram absolutamente satisfeitas.

O fato de descomplicar esse mundo jurídico, que para muitas pessoas como eu é um mundo bastante complicado e restritivo, é o grande diferencial do serviço

Sensacional, não é? Eu adorei saber que existem serviços como este e acho que você também.

Aliás, eu gostei tanto de ficar por dentro dessa facilidade que o Blog Andarilho e o AjudaJus agora são parceiros.

Assim, por meio do blog você poderá acessar os serviços da empresa a qualquer hora do dia ou da noite clicando aqui ou acessando o banner na barra lateral direita da nossa página.

Até quando posso entrar na Justiça?

“Ah, mas já faz um tempo que eu tive um problema como esse e acho que não dá mais para ir atrás”. Se é o que você está imaginando, trate de mudar de ideia. Segundo o pessoal da AjudaJus, nos problemas relacionados com voos o passageiro tem até cinco anos para recorrer.

Conforme eles me disseram, o judiciário brasileiro divide problemas com voos em duas categorias: nacionais e internacionais.

O prazo para voos nacionais é de até cinco anos, contados da data do conhecimento do problema, e de dois anos em voos internacionais, sendo estes contados do dia que o voo deveria chegar ao local de destino.

Assim,  se você teve problemas com algum voo nacional nos últimos 5 anos ou voo internacional nos últimos 2 anos, saiba que possui direitos e ainda pode reclamá-los!

Quer reclamar seus direitos? Acesse aqui e receba!

Gostou da nossa dica? Ela foi útil para você? Então, que tal compartilhar com seus amigos nas redes sociais para que eles também conheçam o AjudaJus e possam receber ressarcimento por problemas com voos de forma rápida e desburocratizada? Os botões de compartilhamento estão no início e no fim do texto.

E para acompanhar tudo que acontece no Blog Andarilho siga a gente no Facebook, no Instagram e no Twitter e também não deixe de se cadastrar para receber a nossa Newsletter.

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *