Vacina contra febre amarela agora é dose única

por

Boa notícia para os viajantes que já tomaram a vacina contra febre amarela e estão com a validade (10 anos) vencida ou prestes a vencer. Não será mais necessário tomar outra dose, segundo anunciou, no início de abril, o Ministério da Saúde brasileiro. Conforme comunicado, apenas uma dose única dessa vacina passa a ser recomendada. Anteriormente, eram necessárias duas doses, devendo a segunda ser administrada dez anos após a primeira. Estudos apontam que a proteção contra a febre amarela se mantém por toda a vida, mesmo com apenas uma dose.

A Organização Mundial da saúde (OMS), já recomendava desde o ano de 2014 a dose única, mas somente agora o Brasil decidiu adotar oficialmente a orientação internacional.

Dessa forma, quem que já se vacinou quando era bebê ou em qualquer outro momento da sua vida e têm a carteira de vacinação com a comprovação, não precisa mais tomar a dose chamada de “reforço”, após o período de 10 anos.

Vale lembrar que somente devem ser vacinadas as pessoas que vivem ou viajam para as áreas de recomendação da vacina. A população que não vive nessas localidades ou não vai se dirigir a essas áreas, não precisa buscar a vacinação neste momento.

No entanto, vale lembrar que não basta apenas tomar a vacina contra a febre amarela para poder viajar para países que exigem a imunização. É preciso ainda obter o Certificado Internacional de Vacinação (CIVP), exigência básica para entrar nesses lugares.

Em todo o mundo, 254 países são signatários do chamado Regulamento Sanitário Internacional (RSI). Desses, 152 exigem o CIVP– a maioria, na América do Sul, América Central, África, Ásia e no Oriente Médio, além de ilhas localizadas no Caribe e na Oceania. Confira se o país para onde você vai precisa da vacina.

Como obter o Certificado Internacional de Vacinação

O Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) é um documento que comprova a vacinação contra doenças, conforme definido no Regulamento Sanitário Internacional.

Febre Amarela Como obter o Certificado Internacional de Vacinação

Para obter o certificado, é necessário primeiramente tomar a vacina exigida, no caso aqui a de febre amarela. Ela deve ser tomada com antecedência de, no mínimo, dez dias antes da viagem.

Na sequência, comparecer a um posto da Anvisa, normalmente localizado em portos e aeroportos, munido da sua carteira de vacinação e um documento com foto, para que seja emitido o CIVP. Confira aqui todos os Centros de Orientação disponíveis.

E aí, o que você achou dessa notícia? Gostou? Então, não esquece de compartilhar com seus amigos nas redes sociais para que eles também fiquem sabendo! Os botões de compartilhamento estão no início e no fim do texto.

E para acompanhar tudo que acontece no Blog Andarilho siga a gente no Facebook, no Instagram e no Twitter e também não deixe de se cadastrar para receber a nossa Newsletter.

 

2 respostas
  • Fabiana Mota
    julho 25, 2017

    Olá , estive em um posto de saúde para emissão do certificado , porém , o site da Anvisa estava fora do ar , eles emitiram um certificado manual.
    Será que vou ter problemas ?

    • Anchieta Dantas Jr.
      julho 26, 2017

      Oi Fabiana, tudo bem?

      Eu não sei lhe responder essa questão com toda a certeza. Você recebeu esse certificado manuel em um posto da Anvisa? Questionou isso a eles? Se sim, eu acredito que você não deva ter problemas.

      No mais obrigado por acessar o blog e nos acompanhar.

      Atenciosamente,

      Anchieta.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *