Trem Nariz del Diablo: natureza, cultura e emoção pelo Equador andino

por

Quando eu iniciei a série de posts sobre o Equador, em Equador: dicas e informações essenciais para planejar a sua viagem, eu mencionei que não tinha ideia da quantidade de experiências que esse país proporciona para quem o visita até conhecê-lo. Uma delas foi encarar uma viagem de trem entre abismos de mais de 500 metros de altura do trajeto chamado Nariz del Diablo, ou Nariz do Diabo em Português, cujo o nome vem do desfiladeiro homônimo no qual o percurso foi construído.

Essa rota é um dos oito itinerários de trens turísticos relançados pelo Ministério do Turismo equatoriano, além de um roteiro mais extenso, que liga Quito ao litoral e vice-versa (o Trem Cruzeiro), e, certamente, deva ser o passeio mais conhecido. Motivos para isso não faltam! Além da beleza da paisagem e do gostinho de aventura, o formato da ferrovia e a história da sua construção ajudam a atrair tantos curiosos.

Há quem diga que o Nariz do Diabo é um dos trens mais perigosos do mundo, já que a rota baixa 500 metros de altitude em paredes quase perpendiculares, em apenas 12,5 km de subida ou descida vertiginosa, que ainda hoje é uma obra de engenharia impressionante.

Ele também ganhou fama no momento da sua construção, na virada do século XIX para o século XX, afinal foi preciso dinamitar trechos grandes das montanhas que circundam os trilhos, e muitos homens morreram durante esse período – estima-se que 2.500 trabalhadores tenham perdido suas vidas nessa audaciosa empreitada.

O trajeto de ida e volta ocorre, uma boa parte em zigue-zague, e tem duas horas e meia de duração. Um fato que chama a atenção é que, por muitos anos, passageiros mais corajosos viajavam, ao invés de sentados nos assentos, a céu aberto, observando o cenário do espetacular cânion do Rio Chanchán do telhado do trem. Porém, infelizmente, um acidente fatal em 2008 pôs fim à aventura.

Um tempo depois, restaurado e com vistas igualmente lindas por meio de suas janelas, o trem vermelho soa seu apito e parte duas vezes ao dia da bucólica cidade de Alausí, no ponto em que termina a Avenida dos Vulcões e começa a região sul equatoriana. Portanto, um passeio bacana para conhecer a transformação dos cenários no Equador.

Com capacidade para 120 passageiros a bordo, o trem ruma para a estação de Sibambe, pequeno povoado no fundo do vale, onde há um pequeno museu, um feirinha de artesanatos produzidos pelo povo Puruhua, habitantes locais, apresentações de danças típicas e uma lanchonete.

Ali, permanecemos por cerca de uma hora até o retorno para Alausí, com tempo suficientes para fotos, compras e uma refeição.

Durante o trajeto, um funcionário da ferrovia, vai fornecendo informações no sistema de som e ainda chama a atenção para os trechos mais bonitos do percurso para fotografias, o que deixa os turistas loucos, que trocam de assentos de um lado para o outro do trem, se este estiver mais vazio (eu tive essa sorte) e não perder nenhum lance.

Quando começa a descida em zigue-zague ele também avisa para que fiquemos atento à engenharia da ferrovia. Muito legal!

Em suma, é um passeio bem contemplativo, que mostra belos cenários do interior do Equador e características únicas da cultura local. Mais do que histórias e lendas antigas, o passeio é cênico e corta um trecho da Cordilheira dos Andes repleto de rios e grandes e belíssimos cânions.

Como fazer o passeio com o Trem Nariz del Diablo

Eu fiz o passeio do Nariz del Diablo saindo de Cuenca, que fica a cerca de duas horas de carro de Alausí. Você pode comprar a passagem diretamente no site dos Trens do Equador, que custa US$ 33, e seguir para esta cidade por conta própria, alugando um carro aqui.

Ou então, pode contratar um tour com uma agência local (minha opção), que pode ser reservado antecipadamente aqui, por meio do nosso parceiro GetYourGuide, que tem vende os passeios dessas agências.

Os tours geralmente combinam o Nariz del Diablo com uma visita, no retorno a Cuenca, ao Sítio Arqueológico de Ingapirca, o mais importante do Equador, sobre o qual eu falarei no próximo post.

O passeio dura cerca de 11 horas e custa em torno de US$ 115 por pessoa (mínimo de duas pessoas), com transporte desde o seu hotel, guia e almoço incluído, porém a passagem de trem que deve ser adquirida por fora. Mas a agência pode providenciar isso para você, caso não compre diretamente no site do trem.

Como o passeio do Nariz del Diablo é bastante procurado, recomendo comprar as passagens do trem e reservar um tour com antecedência, para não correr o risco de perdê-lo.

Como eu viajei sozinho para o Equador e não consegui outra pessoa para fechar o tour antecipadamente, contei com a sorte e, ao chegar a Cuenca, consegui com os proprietários do hostel no qual me hospedei um motorista particular que me levou a Alausí e me trouxe de volta a Cuenca por US$ 90, com parada em Ingapirca mas sem o almoço incluso, e daí eu comprei antecipadamente a passagem do trem Nariz del Diablo no site.

O passeio Nariz do Diabo tem saídas de terça a domingo, às 8h e às 11h. O trajeto de ida e volta dura duas horas e meia. Em feriados, eles adicionam mais um horário com saída às 14h.

Agora se você estiver em Quito, chegar a Alausí é mais demorado e não dá para fazer um bate e volta no mesmo dia, pois leva cerca de cinco horas de carro para chegar, tomando a rodovia Panamericana Sur.

Nesse caso, o que muitos viajantes fazem é passar a noite anterior ao passeio do Nariz del Diablo em Riobamba (veja hospedagens aqui), cidade a meio caminho de Quito para Alausí. Riobamba está a aproximadamente três horas de Quito e está a uma distância de cerca de duas horas de Alausí.

Confira aqui todas as nossas dicas e roteiros do Equador

Monte a sua viagem ao Equador com a gente

Como eu sempre gosto de lembrar, aqui no Blog Andarilho você encontra tudo o que necessita para organizar a sua viagem em um só lugar e não vai precisar ficar buscando de site em site.

Você não vai pagar nada a mais por isso,  poderá ganhar descontos exclusivos e ainda vai nos ajudar a manter o nosso trabalho e o blog sempre atualizado.

Basta clicar nos links a seguir ou utilizar os banners na lateral direita do blog e boa viagem!

Pesquise e compre aqui o seu voo para Quito, pagando a sua passagem em até 12 vezes iguais.

Reserve agora sua hospedagem em Quito e Cuenca . Há várias opções de cancelamento grátis, caso você venha a mudar de ideia depois. Para demais cidades do Equador você pode pesquisar aqui.

Cote a contrate aqui um seguro viagem para viajar protegido, e uma exigência do governo do Equador. Digite BLOGANDARILHO5 no campo Cupom antes de finalizar a compra e ganhe 5% de desconto.

Compre um chip internacional com internet ilimitada no Equador. Escolha o Plano Dados Mundi 210 países, digite ANDARILHO10 no campo Cupom e clique em Apply Cupom antes de finalizar a compra e ganhe 10% de desconto.

Alugue aqui um carro no destino

Adquira antecipadamente ingressos para passeios e atrações turísticas em Quito e Cuenca.

Está sem tempo, não se sente seguro, precisa de ajuda para organizar a sua viagem? Confira nosso serviço de consultoria para o viajante. Entre em contato e vamos conversar!

E se durante a sua viagem você tiver problemas como atrasos e cancelamentos de voos, extravio de bagagem, overbooking, entre outros, a gente também tem a solução: acesse o Resolvvi  e reclame seus direitos na justiça de forma prática, segura e online e receba sua indenização Veja como funciona.

E o melhor: você só paga se ganhar a causa. Quer reclamar os seus direitos? Acesse aqui e receba!

Quer sempre ficar por dentro de todas as dicas do blog? Pois então assine a nossa Newsletter semanal aqui. Receba gratuitamente e diretamente no seu e-mail o nosso conteúdo e promoções.

E para acompanhar nossas viagens e atividades siga a gente no Facebook, no Instagram, no  Twitter , Pinterest e no TripAdvisor.

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *