Smartfy torna sua visita a museus bem mais interessante

por

Hei de concordar que nem sempre é fácil gostar de arte. Porém, se pensarmos bem, normalmente, o fato de não fazermos a menor ideia do que está à nossa frente também não ajuda muito, não é? Mas eu acredito que se passarmos a entender as coisas já é meio caminho andado para a gente gostar delas, ou melhor, para ao menos nos interessarmos por elas, mesmo que não gostemos.

Confesso que eu ainda não testei a inovação, mas achei tão interessante que corri aqui para compartilhar com você. Estou falando do Smartify, um aplicativo (app) muito útil para os viajantes. Mesmo para aqueles que não têm intimidade com telas, pincéis, esculturas e tudo que envolve as artes.

Ainda mais que museu é o que a gente mais encontra como atrações em muitas cidades.

Assim, aquele rolê que você dá nos museus em suas viagens, que antes poderia lhe parecer enfadonho, tende a ficar bem mais divertido e proveitoso.

Como o Smartify funciona

O processo é simples: com o app instalado no smartphone, basta sacá-lo, apontar para a obra à sua frente e “shazam”!

Ele fará o seu reconhecimento, trazendo além dos dados do artista, informações adicionais, como vídeos e críticas. Daí você não ficará mais com aquela cara de paisagem fingindo que está entendendo tudo (risos).

Assista ao vídeo a seguir para ver como o Smartify funciona:

Para isso, o app reúne tecnologias de realidade aumentada e de reconhecimento de imagem para escanear a obra e descobrir suas principais informações.

Tudo, em uma questão de segundos, utilizando um leitor de QR Code.

Batizado por seus desenvolvedores de “seu curador digital”, o app foi projetado para complementar ou mesmo substituir os audio-guias dos museus.

Pode ser baixado gratuitamente em aparelhos com os sistemas operacionais iOS (iPhone) e Android.

Museus contemplados

Por enquanto, o Smartify está disponível apenas em inglês e, até o momento, permite consultas aos acervos dos seguintes museus:

  • National Portrait Gallery (Londres);
  • Cartoon Museum (Londres);
  • Tate Modern (Londres);
  • Laguna Art Museum (Los Angeles);
  • Sluice Art Fair (Nova Iorque);
  • Louvre (Paris);
  • Metropolitan Museum of Art (Nova Iorque);
  • Rijksmuseum (Amsterdã);
  • Wallace Collection (Londres);
  • Ben Uri 100 (Londres);
  • Los Angeles County Museum of Art (Los Angeles);
  • Monte dei Paschi di Siena (Siena);
  • Royal Academy of Arts (Londres); e
  • Sculpture in the City (Londres).

Resta a gente torcer para que o app chegue a mais museus em outros países, inclusive no Brasil, facilitando, dessa forma, as nossas visitas!

Gostou da dica? Então compartilhe este post com seus amigos nas redes sociais. Os botões de compartilhamento estão no início e no fim do texto.

Se você já conhece o Smartify e o utilizou algumas vez na vida, deixe sua avaliação aí nos comentários para que a gente fique sabendo como foi a sua experiência.

E para acompanhar tudo que acontece no Blog Andarilho siga a gente no Facebook, no Instagram e no Twitter e também não deixe de se cadastrar para receber a nossa Newsletter.

 

 

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *