Saint-Paul de Vence: a Côte d’Azur além dos balneários

por

De Nice, conforme eu expliquei em Côte d’Azur: dicas para conhecer Nice e a região, é possível fazer várias viagens de um dia. Uma delas, imperdível por sinal, é até Saint-Paul de Vence, a 20 km dali, e que foi centro do impressionismo francês por volta de 1910. Além de ser toda murada, o que já dá um ar especial ao lugar, a cidade é reduto de diversas galerias e lojas de arte. E assim como é impossível não se render à sua beleza, também não é nada fácil resistir ao bom gosto do comércio local. Seja forte se você quiser economizar!

Usar o transporte público de Nice, mais precisamente o ônibus, é a forma mais econômica e eficiente de chegar a Saint-Paul. Para isso, basta você pegar a linha de número 400 (Nice – Vence par Saint-Paul/ Nice – Vence via Saint-Paul) que sai da parada existente em frente ao Hotel Meridian, situado na Praça Albert Premier I, ao lado do Mc Donald’s da Promenade des Anglais, avenida que margeia a praia, e ainda há poucos passos da Place Massena. Na dúvida pergunte aos locais. Diferentemente de Paris (e para minha surpresa), em Nice, muita gente fala inglês e é muito disponível para ajudar.

A passagem custa apenas 1,5 euro o trecho de ida, com mais 1,50 euro para voltar. Os ônibus saem a cada 35 minutos de segunda a quinta, a partir das 6h45 da manhã. Aos sábados, a partir das 7h50, a cada uma hora, e aos domingos e feriados desde as 8h em intervalos que podem durar de 15 minutos a uma hora. Para mais informações consulte o site da Lignes d’Azur.

Apesar de ficar a apenas 20 km de Nice, a viagem até Saint-Paul de Vence leva mais ou menos uma hora. Isto porque, além do trânsito, em certo momento há muitas subidas, já que a cidade fica em cima de uma serra. Outra coisa: o ônibus é o maior pinga-pinga, o que me deixou um pouco apreensivo, pois eu não sabia quando deveria descer. Mas não se preocupe, além de o motorista avisar.

Trajeto de Nice a Saint-Paul de Vence Crédito: Blog Andarilho

Uma vez no destino, o ônibus nos deixa do outro lado da Chapelle Sainte Claire (Capela de Santa Clara), uma graciosa igrejinha na pista que dá para Vence, a cidade seguinte. Daí é só voltar caminhando pelo sentido que ele veio, cerca de uns 200 metros, passando pelo Cafe de La Place em frente ao Place du Jeu de Boules, onde moradores jogam bocha, até chegar à entrada da muralha.

Cafe de La Place em Saint-Paul de Vence Foto: Anchieta Dantas Jr.

O que ver e fazer em Saint-Paul de Vence

Ao passar pelo portão principal, prepare-se para entrar em uma das cidades medievais mais intactas do mundo, construída no século XI, o que você vai perceber ao percorrer as três ruas principais e o pequeno labirinto de becos e ruelas paralelas e perpendiculares de Saint-Paul.

Portão principal de Saint-Paul de Vence Foto: Anchieta Dantas Jr.

E conhecê-la não toma muito tempo. Para cruzar a Rue Grande em toda a sua extensão (cerca de 300 metros), rua que liga a entrada da muralha até um cemitério na outra extremidade da pequena vila, não se leva mais do que dez minutos, mesmo parando para ver uma ou outra vitrine. No entanto, você vai perceber que a vila é um “mimo” e é difícil achar algo que não seja bonito nela. Portanto, caminhe sem pressa.

Rue Grande Saint-Paul de Vence Foto: Anchieta Dantas Jr.

De fato, entrando e saindo de seus becos e ruelas medievais podemos encontrar maravilhas praticamente escondidas. Entre fontes, casas, igrejas, paredes de pedra cobertas por buganvílias e videiras, a gente se depara com vistas maravilhosas das montanhas, além de galerias de arte, cafés, restaurante e lojas, cada local mais charmoso do que o outro.

Saint- Paul é uma das cidades medievais mais intactas do mundo, construída no século XI Foto: Anchieta Dantas Jr.

Vielas e becos de Saint-Paul de Vence Foto: Anchieta Dantas Jr.

Saint-Paul é repleta de lojas e galerias de arte Foto: Anchieta Dantas Jr.

Cada canto da cidade é uma surpresa mais bonita que a outra Foto: Anchieta Dantas Jr.

E ao final da Rue Grande, encontramos uma fonte para matar a sede com água fresca, e um mirante sobre o cemitério, com linda vista para o Mar Mediterrâneo ao longe.

Vista das montanhas e do Mar Mediterrâneo desde a muralha de Saint-Paul de Vence Foto: Anchieta Dantas Jr.

Dica: para lhe ajudar a se orientar, peça um mapa (gratuito) no escritório de informações turísticas, localizado logo depois da entrada principal da muralha. Além do que, anntes de ir, você pode pegar mais informações e programar sua visita por meio do site oficial de Saint-Paul de Vence. Veja mais images da cidade:

Para onde quer que se olhe há o que admirar em Saint-Paul Foto: Anchieta Dantas Jr.

Vale percorrer cada cantinho da cidade Foto: Anchieta Dantas Jr.

Uma das igrejas de Saint-Paul Foto: Anchieta Dantas Jr.

Difícil não se apaixonar por Saint-Paul Foto: Anchieta Dantas Jr.

Depois de visitar a cidade , outro espaço que merece uma visita, embora eu não tenha me interessado, é a Fondation Maeght. Inaugurada em 1964, trata-se de uma fundação privada que abriga obras modernas de artistas famosos, como Miró. O jardim é repleto de obras de arte curiosas, misturando cultura e natureza. A entrada custa 15 euros, o que não é muito barato.

Eu visitei Saint-Paul em uma tarde, depois de almoçar ainda em Nice. Peguei o ônibus de 13h45, chegando lá às 14h50. Passei umas duas horas e meia passeando pela cidade. Na volta, tomei a condução das 17h30, descendo em Nice por volta das 18h30.

Leia mais sobre a Côte d’Azur

Côte d’Azur: dicas para conhecer Nice e a região 

Côte d’Azur: Cannes e Antibes em um dia

Roteiro de um dia em Saint-Tropez

De Nice a Mônaco, com parada em Eze

Gostou desse post? Então não deixe de compartilhar com seus amigos. E se você quiser ficar sempre por dentro do que acontece no Blog Andarilho, cadastre-se para receber a nossa Newsletter.

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *