22 dicas valiosas para quem vai viajar sozinho

por

Embora hoje não esteja tão presente como antigamente, não há como negar que ainda existe uma barreira social para que a gente saia e faça um programa sozinho. Por conta disso, muita gente deixa de fazer coisas simples, como ir ao cinema ou ao teatro, só por não ter companhia.

Agora imagina quantas outras pessoas não deixam de viajar nas férias só porque não têm algum amigo, familiar ou um namorado (a) que possa acompanhar na viagem?

Quem me conhece sabe que eu quebrei essa barreira faz bastante tempo. Principalmente depois que cansei de passar as férias em casa por falta de companhia para viajar.

Não estou querendo dizer com isso que não seja bom ter alguém para dividir os momentos que passamos viajando. Pelo contrário. Tanto viajar só como acompanhado têm seus prós e seus contras. Mas recomento que todo mundo viaje sozinho pelo menos uma vez na vida.

Sabe por quê? Viajar sozinho, além de ser uma forma de desbravar o mundo, é também um jeito de conhecer a si mesmo.

Quando botamos o pé na estrada com nossos próprios pensamentos e sentimentos, entramos em comunhão conosco e com nossa liberdade. Ou seja, a gente faz o que quer, do jeito que deseja, sem ter que seguir as vontades ou o ritmo de ninguém.

Por isso, eu resolvi enfrentar meus medos, vencer o desafio e aqui estou eu para dividir minhas experiências com você. Se valeu à pena? Muito! Hoje, eu me acho bem mais confiante e conhecedor de mim mesmo.

Então, para ajudar a quem vai viajar sozinho pela primeira vez, seja por opção ou por falta de companhia mesmo, eu separei 22 dicas úteis para que a sua viagem solo seja um sucesso!

1. Saia da sua zona de conforto

Para que a experiência de viajar sozinho seja realmente enriquecedora, esteja aberto às novidades. A ordem é aproveitar ao máximo, se divertir! Então, não tenha medo de encarar novas atividades ou de fazer passeios diferentes. Ninguém vai reparar em você. Será apenas mais um em meio à multidão.

2. Confie no seu instinto

Embora seja fundamental estar aberto às novidades, seguir a sua intuição pode lhe salvar de furadas. Achou determinado local duvidoso? Sentiu que alguma atividade pode oferecer riscos à sua segurança? Evite. E também nunca acompanhe pessoas que pareçam suspeitas.

3. Use ao máximo os contatos locais

Tem algum conhecido no lugar para onde você vai? Ou, de repente, você se lembrou daquele parente distante ou do amigo do amigo que ali vive? Pois esse é o momento de ativar esses contatos. Conhecimento local nunca é demais quando se viaja sozinho.

4. Vença a timidez e o medo e faça amigos no destino

Apesar de você dever estar atento à segurança, não se deixe dominar pelo medo. É claro que você não deve confiar totalmente em todos, mas também não desconfie totalmente de tudo, ou você pode deixar de conhecer pessoas bem legais.

Se você fizer amigos em um bar ou em alguma balada, eles, de repente, podem ser o melhor guia que você pode encontrar. Acredite: muitos moradores têm orgulho de apresentar a própria cidade para quem é de fora.

5. Busque por informações

Descubra onde ficam os principais pontos de informação turística da cidade ou vá buscar ajuda nas recepções dos hotéis. A maioria desses profissionais são bastante solícitos e podem dar as orientações certas para os melhores passeios que você pode fazer.

6. Procure se hospedar em hostels

São os melhores lugares para você conhecer gente de tudo quanto é canto do mundo. Isso sem contar que as chances de você encontrar pessoas que estão viajando sozinhas e também procuram companhia são bem maiores.

Para isso, hospede-se nos hostels com a melhor avaliação no Hostelworld ou no Booking e que estejam mais próximos dos meios de transporte e pontos de interesse.

E se você não gosta de quartos compartilhados, muitos hostels oferecem a opção de quartos individuais. É só pesquisar.

7. Experimente comidas diferentes

Dê um tempo nas famosas redes de fast food. Que tal apostar na culinária regional? Assim, tente provar comidas que você não teria a chance de comer em seu país ou cidade natal.

8. Leve entretenimento

Não é porque você vai estar sozinho, que precisa achar que vai ficar entediado. Capriche na playlist de músicas para curtir na viagem, leve livros ou revistas para ir lendo no avião, trem ou ônibus e assista aos filmes que baixou a fim de preencher as horas que poderiam ser tediosas.

9. Vá com calma no consumo de bebidas alcoólicas

Quando você não está com um amigo ou familiar por perto para dar uns toques de quando está exagerando, é muito fácil perder a noção e se meter em problemas. Portanto, tenha cuidado!

10. Não perca o contato com a família e os mais próximos

Deixe a família e amigos próximos a par dos locais que você pretende visitar em cada dia. É importante que eles saibam onde você está ou deveria estar, caso algo aconteça.

11. Tenha facilmente disponíveis contatos importantes

Se você vai estar no exterior, saiba o endereço e qual é o telefone da embaixada do seu país, além dos contatos de emergência oficiais.

E se você tem um conhecido que mora no local, tenha pelo menos o telefone dessa pessoa e, se possível, o seu endereço.

Anote tudo fora do seu celular, para usar caso ele fique sem bateria ou você fique sem ele.

12. Não fale muito sobre si mesmo

O recado vai para quem gosta de falar bastante. Nas conversas com desconhecidos, não se aprofunde nas informações pessoais, especialmente sobre o local onde está hospedado. Entregar demais sobre si mesmo à pessoa errada pode trazer dores de cabeça.

13. Evite sair com todos os seus documentos

Guarde passaporte, dinheiro e todos os seus cartões e documentos onde estiver hospedado e em local seguro. Evite sair com todos eles. Se você for assaltado, o prejuízo será menor. E nunca deixe coisas valiosas demais fora do cofre do hotel ou do hostel.

15. Use a tecnologia a seu favor

Antes e durante a viagem, use e abuse dos aplicativos que recomendam bons lugares para visitar, comer e se hospedar. Tenha ainda tradutores, mapas, GPS e conversores de moedas em seu celular.

16. Tome cuidado com seus pertences

Não se iluda: furtos acontecem em qualquer cidade ou país, por mais primeiro mundo que eles sejam. Pontos turísticos, como o nome já diz, são muito visados, pois muitas vezes os viajantes estão deslumbrados com o local e pouco atentos aos seus pertences e, por isso, na mira de quem é especialista em furtar sem ser percebido.

17. Seja flexível com a programação da viagem

Dessa forma, você pode encaixar algumas oportunidades que aparecem de surpresa. Essa é a grande vantagem de viajar sozinho: você não tem que convencer ninguém a deixar de fazer algo para fazer essa nova coisa que surgiu de repente.

18. Não dê a entender que está sozinho

Quando pedir para lhe explicarem como chegar a um lugar, não dê a entender que você está sozinho. Fale por exemplo que você precisa encontrar um amigo nesse local e pergunte como faz para chegar lá.

19. Conheça o idioma local (pelo menos o básico)

Se você vai para um país que fala uma língua diferente, é sempre bom ter uma noção do idioma. Não é preciso aprender frases complicadas, mas palavras básicas como “obrigado”, “por favor”, “com licença”, “sim”, “não” e até como se fala o nome do seu próprio país. Isso abre portas e vai te ajudar bastante a ser virar sozinho.

20. Aposte em city tours

Esse tipo de passeio é uma mão na roda para quem está sozinho, pois é uma alternativa que facilita o planejamento, ajuda a poupar tempo e permite conhecer as atrações e suas curiosidades, na companhia de um expert no assunto.

Mas além do guia, você estará acompanhado de outros viajantes, uma ótima oportunidade para fazer amigos durante a viagem e quem sabe marcar alguma programação juntos.

21. Mantenha suas coisas organizadas

Você não vai ter ninguém para fazer nada por você. Então, evite deixar suas coisas bagunçadas ou largadas. Já imaginou o problema para achar o que está perdido pelo quarto na hora de ir embora?

22. Se preciso, ensine sua família a usar a internet

Baixe o WhatsApp para os seus pais ou ensine-os a usar vídeo chamadas do Facebook. Isso vai ajudar a deixar sua família menos preocupada e, caso você esteja se sentindo muito sozinho, vai dar uma animada no seu dia.

Não deixe de conferir também:

Escolhendo um lugar para viajar sozinho
Como economizar dinheiro para viajar
14 passos para uma viagem bem-sucedida

Curtiu as dicas? Espero que sim. Tem alguma a acrescentar? Escreva nos comentários abaixo.

E se você gostou desse post, que tal compartilhar nas suas redes sociais para que seus amigos também leiam?

Já para acompanhar tudo que acontece no Blog Andarilho siga a gente no Facebook, no Instagram e no Twitter e também não deixe de se cadastrar para receber a nossa Newsletter.

14 respostas
  • Fernanda
    fevereiro 15, 2017

    A-DO-RO viajar sozinha!! É uma sensação muito boa! Excelentes dicas, Anchieta!

    • Anchieta Dantas Jr.
      fevereiro 16, 2017

      Primeiramente, obrigado por sua visita ao Blog Andarilho. Que bom que gostou das dicas. Sucesso nas suas viagens e volte sempre pra nos visitar aqui no blog.
      Abraço,
      Anchieta.

  • Tetê
    fevereiro 15, 2017

    Adorei o post! Daqui alguns dias seguirei para a minha primeira viagem sozinha e é sempre bom ler essas dicas.

    • Anchieta Dantas Jr.
      fevereiro 16, 2017

      Que bacana, Tetê! Sucesso na sua viagem. E ela vai ser! Depois, volte e nos conte. Querendo acrescentar algo novo que aprendeu, fique à vontade. Tenho certeza que será útil pra todos nós. Obrigado por sua visita e volte sempre ao Blog Andarilho.
      Um abraço,
      Anchieta.

  • sebastian zullian
    fevereiro 15, 2017

    Parabéns … ótimas informações

    • Anchieta Dantas Jr.
      fevereiro 16, 2017

      Obrigado, Sebastian. Grato por sua visita e volte sempre.
      Abraço,
      Anchieta.

  • Liliane
    fevereiro 16, 2017

    Ótimas dicas!

    • Anchieta Dantas Jr.
      fevereiro 16, 2017

      Obrigado, Liliane. Que bom que gostou. Agradeço a sua visita e volte sempre.
      Abraço,
      Anchieta.

  • Rafael C.
    fevereiro 16, 2017

    Ótimas dicas, as vezes viajo sozinho e faço alguns passeios curtos sozinho, nunca fui pra longe, mas as dicas ajudaram muito.

    • Anchieta Dantas Jr.
      fevereiro 16, 2017

      Primeiramente muito obrigado por sua visita ao Blog Andarilho, Rafael. Me deixou muito contente. E que bom que de alguma forma eu pude ajudá-lo. Um grande abraço e volte sempre!
      Anchieta.

  • Rafa
    fevereiro 16, 2017

    Que dicas ótimas, querido Anchieta!
    Eu super concordo que todos devem ter essa experiência. Amo viajar acompanhada, mas passei por essa experiência de viajar sozinha para dois países desconhecidos. Frio na barriga e coragem no coração, foi na base do “com a cara e a coragem”. Foi o suficiente para me permitir abrir novos horizontes dentro de mim mesma. Foi uma experiência incrível mesmo e aprendemos a valorizar nossa própria companhia, nos surpreendendo até. Fiz amigos que mantenho contato até hoje (isso foi em 2010) da Finlândia e da Argentina.
    Inclusive segui quase todas as dicas instintivamente, olha só! Com exceção da 12, porque falo demais hehe mas permitiu boas amizades e conversas sobre a vida também.
    Beijos e keep it going! 😀

    • Anchieta Dantas Jr.
      fevereiro 17, 2017

      Rafa,

      Primeiramente, quero agradecer por sua visita ao Blog Andarilho. Segundo, que fico muito feliz por ter gostado.
      Parabéns por suas experiências e por ter compartilhado conosco. Volte sempre, pois este espaço foi criado e está sendo construído para guiar a todos aqueles que amam viajar ou que ainda não descobriram como é bom ganhar o mundo!
      Bjos,
      Anchieta.

  • Paulo Figueiredo
    abril 10, 2017

    Anchieta
    Amei suas dicas, irei viajar pela primeira vez sozinho para a Munique na Alemanha, e aparecem os medos de só falar em português, medo de perder o vôo nas conexões. Não existe a necessidade de adar com o passaporte? Ele é solicitado apensas na hora da viagem no aeroporto?

    • Anchieta Dantas Jr.
      abril 10, 2017

      Paulo,

      Primeiramente muito obrigado por sua visita.

      Com relação ao passaporte, ele é solicitado nos aeroportos e se você for fazer viagens de trem ou ônibus e para as quais venham precisar se identificar como o passageiro que está viajando, visto que ele é seu o documento de identificação válido fora do Brasil.

      Para circular no dia a dia, ou seja, na cidade ou cidades que você for visitar basta andar com um cópia da página de identificação e também da página onde foi dado seu visto de entrada na Europa e deixar seu passaporte guardado com segurança no quarto do hotel ou onde for se hospedar.

      Mas se mesmo assim você queira andar com seu passaporte com você, sempre o carregue naquelas bolsinhas porta-dólar que a gente põe dentro da calça, atada na cintura. Nunca o exponha na rua e cuidado com golpes, como falsos policiais que possam vir a lhe pedir. Caso isso ocorra, diga que só mostra em uma delegacia de polícia. E cuidado ao acompanhar estranhos.

      Atenciosamente,

      Anchieta
      Editor do Blog Andarilho

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *