Equador: 5 passeios saindo de Quito para incrementar a sua viagem

por

Além de ser a capital do Equador, Quito é uma excelente base para passeios em meio à Cordilheira dos Andes, onde foi edificada a 2.850 metros de altitude, configurando-se como a segunda capital mais alta do mundo (La Paz, na Bolívia, é a primeira). Privilegiada pela natureza, guarda, nos arredores, vulcões de picos nevados, lagos e lagoas reluzentes, paisagens naturais encantadoras, vilarejos que ainda preservam a cultura de seus ancestrais e uma das maiores feiras de artesanato indígena das Américas.

A boa notícia é que existem várias formas de explorar todos esses atrativos: podemos alugar um carro, tomar um trem pela Avenida dos Vulcões, embarcar em tours, usar o transporte público ou, ainda, contratar um taxista para um passeio privativo.

Considerando os prós e os contras de cada alternativa para curtir os arredores de Quito, o tempo que eu dispunha na cidade e ainda o fato de estar viajando sozinho, o que impacta nos gastos, acabei achando a melhor opção contratar tours diários combinados com o transporte público.

Esses tours se revelaram mais práticos e eficientes para conhecer, além da capital em si, a maior quantidade de atrações possíveis e de acordo com o meu interesse, durante o período de cinco dias em que eu estive por lá. Você pode ver todas as minhas dicas sobre a capital do Equador e o roteiro que eu fiz aqui.

Há diversas agências vendendo tours, seja no Centro Histórico ou em La Mariscal, assim como nos balcões de turismo dos hotéis e hostels, que têm parcerias com alguma agência credenciada e confiável e que podem lhe orientar nessa questão.

Ao mesmo tempo, você também já pode sair do Brasil com todos os passeios contratados, lhe dando mais comodidade e evitando correr o risco de perder alguma atração. Confira os passeios em Quito e arredores, por meio do nosso parceiro GetYourGuide, clicando aqui.

Nesse post, eu mostro os principais atrativos em torno da capital equatoriana, ou seja, os mais populares entre os viajantes, e que você pode visitar, indo e voltando no mesmo dia. Além de falar sobre cada um deles, eu conto como chegar e qual foi a minha opção de transporte. Já no post Equador: dicas e informações essenciais para planejar a sua viagem, há um passo a passo para organizar a sua viagem ao país.

1. Ciudad Mitad del Mundo

Entre os passeios mais buscados pelos viajantes está a Ciudad Mitad del Mundo (Cidade Metade do Mundo), a apenas 13 Km de Quito, na cidade vizinha, San Antonio de Pichincha. É ali onde passa a Linha do Equador, na latitude 0° 0′ 0 – por isso, ela foi batizada como a “Metade do Mundo”. Se você quiser tirar uma foto no meio do nosso planeta, agora já sabe qual é o endereço certo.

A Ciudad de la Mitad del Mundo é, na verdade, um parque que foi construído em torno do monumento para marcar a Linha do Equador, a divisão do nosso planeta em dois hemisférios – Norte e Sul.

Quando ainda ainda fazia parte do império espanhol, em 1736, o Equador recebeu um grupo comandado por estudiosos franceses, encarregados de comprovar teorias sobre o formato da Terra. Foram oito anos de pesquisas que, entre outras grandes contribuições (como o nosso sistema métrico), levaram a descobrir por onde passaria a linha imaginária que acabou emprestando o nome ao país.

Tirar uma foto com um pé no Norte e o outro no Sul, dentre outras poses criativas, é basicamente o que leva a maioria das pessoas até lá. Mas o passeio vai muito além disso. Eu gostei tanto, que para você ter uma ideia, eu tinha programado passar apenas uma manhã por lá, mas acabei ficando o dia todo, diante de tantas opções do que ver e fazer.

Atrativos turísticos do Equador
Monumento Equatorial

Junto com o Monumento Equatorial, onde é possível subir e fazer uma foto panorâmica do lugar, a gente encontra outros atrativos bem interessantes. Ao todo são 17!

Atrativos turísticos do Equador

Mapa da Ciudad Mitad del Mundo

Entre eles, eu destaco as vivendas ancestrais, que mostram o modo de vida dos povos que habitavam as principais regiões do Equador

Eu gostei também da Praça do Cacau, por meio da qual conhecemos as regiões onde ele é plantado, os tipos e o processo de produção (para quem não sabe o Equador produz um dos melhores chocolates do mundo!) e ainda do Museu da Cerveja Artesanal.

Tem também uma Estação de Trem, que conta a história do transporte ferroviário no país e exibe, em frente, uma réplica de um dos vagões do Trem Cruzeiro que percorre o Equador de Quito até o litoral.

Dentro do Monumento Equatorial,  existe um planetário e um museu de ciências, totalmente interativo, onde vemos e testamos vários experimentos e curiosidades sobre a Terra. Sensacional!

Além disso tudo, temos uma cidade cenográfica representando a Quito Colonial; além de lojas de artesanato e restaurantes, com preços bem acessíveis.

Nos fins de semana, ainda há apresentações ao ar livre de várias manifestações artístico-culturais do Equador, que eu tive a chance de assistir e adorei!

Enfim, o que era para ser uma manhã, como eu adiantei, acabou me tomando o dia todo e eu não me arrependo. Foi muito agradável, cheio de diversão e aprendizado. A Ciudad Mitad del Mundo é um local muito bonito, simpático e interessante de conhecer. Não vá na conversa daqueles que dizem que não vale a pena.

E tem mais: do lado de fora, ao sair e à nossa direita, fica o moderno edifício da Unasul (União de Nações Sul-Americanas), com sua arquitetura desafiadora.

Atrativos turísticos do Equador
Edifício da Unasul, a União de Nações Sul-Americanas

O ingresso da Ciudad Mitad del Mundo custa US$ 5. Para chegar é muito fácil e você pode ir tanto de transporte público, a opção mais barata – embora demore mais um pouco -, como de ônibus turístico que leva direto ao destino, contratar um tour guiado (saiba mais aqui) ou de táxi.

Eu optei por ir de transporte público. Para isso, você deve tomar um ônibus até o Terminal La Ofélia (norte de Quito) e de lá pegar o ônibus “La Mita del Mundo”, que lhe deixará na entrada do atrativo. Ao todo você vai gastar US$ 0,55 para ir e mais US$ 0,55 para voltar. Muito em conta. Agora, saia cedo do seu hotel, porque o trajeto, a depender do trânsito e devido às muitas paradas, leva cerca de 1h30.

Tem ainda o Quito Tour Bus (saiba mais aqui), aqueles ônibus turísticos de dois andares, que custa US$ 30 por pessoa, com saídas todos os dias a partir de três pontos diferentes de Quito: Centro de Visitantes na Praça Grande, no Centro Histórico (11h05); Praça Foch, em La Mariscal (11h25) e Avenida Nações Unidas com Avenida Shyris (11h50).

De táxi, a corrida até a Ciudad Mitad del Mundo, a partir do centro de Quito, fica em torno de US$ 25 e leva aproximadamente 40 minutos, a depender do tráfego. Há um ponto de táxi na porta do parque para o retorno.

Tours organizados com transporte incluso custam US$ 30 dólares por pessoa. Veja opções de tours guiados à Ciudad Mitad del Mundo no catálogo do GetYour Guide, nosso parceiro.

2. Parque Nacional do Vulcão Cotopaxi

O planalto central equatoriano, onde Quito se localiza, é o palco da chamada Avenida dos Vulcões (Avenida de los Volcanes), como foi batizada por Alexander von Humboldt, explorador alemão que participou de uma expedição com duração de cinco anos, passando por países da América do Sul, como Equador, Colômbia e Peru.

Essa estrada ladeada por duas cordilheiras, uma de cada lado da pista, tem 300 Km de extensão, onde se alinham alguns dos 80 vulcões do país, todos ativos.

Um dos mais conhecidos, por sua beleza, é o Cotopaxi, com 5.897 metros de altitude e um dos maiores vulcões em atividade do mundo, situado no Parque Nacional do Vulcão Cotopaxi, a 50 km de Quito.

Atrativos turísticos do Equadorulcões
Um dos mais admirados do equador, por sua beleza, é o Cotopaxi

Um tour de um dia nos leva ao Cotopaxi por US$ 60, com transporte, guia e refeições inclusos (consulte e reserve o seu antecipadamente aqui). Pelo custo-benefício esta foi a minha opção. Uma vez no parque, é possível fazer diversas atividades: trilha até o topo, Mountain Bike e para os mais bem preparados, escaladas até o cume do vulcão.

Nesse passeio que eu contratei, saímos de Quito às 7h da manhã, percorremos parte da Avenida dos Vulcões, com paradas pelo caminho para fotos. Daí chegamos a um hotel fazenda muito bonito para o café da manhã, de onde seguimos até o Parque Parque Nacional do Vulcão Cotopaxi.

Atrativos turísticos do Equadorulcões
Onde paramos para um café da manhã com vista para o Cotopaxi

Um vez lá dentro tivemos várias explicações sobre a região, mais paradas em locais estratégicos para fotos do vulcão, até começarmos a subida de carro, atingindo entre 3,5 mil e 4 mil metros de altitude, onde os veículos ficam e devemos seguir à pé.

A trilha até o topo do vulcão tem cerca de 1,5 Km de extensão. Eu aguentei chegar próximo dos cinco mil metros de altitude, onde há uma restaurante/pousada (Refugio Jose Rivas), o único dentro do parque, para alojar os aventureiros. Isto porque, além do mal de altitude, o que me fez cansar bastante, estava muito frio. Leve água e chocolates para consumir no caminho, pois eles combatem o mal estar e nos dão energia.

Quem se aventura a fazer a trilha deve ir muito bem agasalhado, com roupas impermeáveis se possível, gorro e luvas. Um bom tênis ou bota para trekking é indicado, assim como o uso de protetor solar. A vista lá de cima é linda e compensa o esforço.

Caso prefira, também dá para chegar por conta própria ao Parque Nacional do Vulcão Cotopaxi. Para isso, é preciso pegar pegar dois ônibus: o primeiro que sai do Terminal Quitumbe (ao sul de Quito) para a cidade de Latacunga. Esse percurso leva em torno de 1h30 e a passagem custa US$ 2,00. Em Latacunga, pegue o ônibus que vai até o parque. Ao chegar, recomenda-se contratar um guia local.

Pela logística e o tempo para se deslocar de transporte público até o parque, onde tem que se fazer tudo à pé, inclusive caminhar até o Vulcão, que fica longe da entrada, eu preferi contratar um tour e ter tudo organizado.

3. Trem dos Vulcões (Tren de los Volcanes)

A aventura começa na estação de trem Eloy Alfaro, em Chimbacalle (Quito), de onde partimos em direção ao sul até a “Avenida dos Vulcões”.

O percurso sobre os trilhos, de cerca de 80 quilômetros, segue em direção a Tambillo, Machachi e a Área Recreacional de El Boliche, próximo ao Parque Nacional Cotopaxi e com vista exclusiva da Avenida de los Volcanes.

Atrativos turísticos do Equador
Circuito Trem dos Vulcões

Durante a viagem, os passageiros podem ver cerca de 14 vulcões como o Pichincha, Atacazo, Pasochoa, Viudita, Rumiñahui, Cotopaxi entre outros que flanqueiam a ferrovia, que desce através das selvas de Panzaleo de onde veio a madeira para a construção das igrejas de Quito, através de pastagens, plantações e fazendas.

Atrativos turísticos do Equador
Trem dos Vulcões Fotos: Divulgação

Em Tambillo e Machachi, desfruta-se da culinária e da cultura dos chagras, os caubóis equatorianos. Em El Boliche, a área de recreação do Parque Nacional Cotopaxi, descobre-se a flora e fauna locais em uma caminhada fácil, depois é hora de retornar para o almoço de Machachi (não incluído).

Atrativos turísticos do Equador
Apresentação cultural na Estação de Machachi

A experiência completa dura 8h35, incluindo desembarques e atividades em El Boliche, e custa a partir de US$ 39 por pessoa. Saiba mais aqui.

4. Lagoa Quilotoa

Essa reluzente e incrível lagoa vulcânica de cor verde esmeralda (a coloração pode variar a depender do clima) é um dos maiores cartões-postais do Equador. Está a 3.880 metros de altitude e se formou dentro da cratera de um vulcão extinto há oitocentos anos. Ela tem mais de três quilômetros de largura e 250 metros de profundidade.

A menos de 160 quilômetros de Quito, é possível chegar por conta própria alugando um carro ou de transporte público. Outra alternativa, a qual recomendo, é contratar um tour incluindo transporte de ida e volta desde Quito, guia e refeições inclusos, a qual foi a minha opção. Custa aproximadamente US$ 70 por pessoa. Consulte e reserve um tour aqui.

Atrativos turísticos do Equador
Lagoa de Quilotoa Fotos: Anchieta Dantas Jr.

Uma vez no pequeno povoado em que se encontra o vulcão, a descida até as margens da lagoa leva mais ou menos uns 30 minutos cainhando e a vista é estonteante. Já para subir pode considerar pelo menos uma hora por causa da altitude. Caso não encare a subida, lá embaixo moradores alugam cavalos por US$ 5. Não se preocupe que eles vão puxando o animal, não é você que o conduz.

Uma vez aos pés da lagoa, é possível nadar (alerto para a profundidade) ou alugar um caiaque e fazer um belo passeio.

Se você não for contratar nenhum tour e decidir visitar Quilotoa por conta própria, você deve sair bem cedo de Quito. Para chegar na lagoa você precisará pegar dois ônibus: o primeiro que sai do Terminal Quitumbe (ao sul de Quito) até a cidade de Latacunga. Esse percurso leva em torno de 1h30 e a passagem custa US$ 2,00.

Em Latacunga, pegue um ônibus até Quilotoa, são mais 1h30 de viagem e também e custa US$ 2,00. Se ao chegar em Latacunga não tiver mais ônibus para Quilotoa, você pode pegar um até Zumbahua e de lá uma caminhonete (no estilo táxi coletivo) até o destino final.

Apesar de bem mais barato, devido a logística e o tempo de deslocamento, dá para ver que é contratar um tour tem melhor custo-benefício.

5. Mercado de Otavalo

A quase 100 km de Quito, o povoado de Otavalo, na província de Imbabura, ficou famoso graças ao seu mercado popular considerado um dos maiores mercados indígenas da América do Sul, se tornando assim um boa opção de bate-volta saindo da capital, se você curte artesanato.

Uma dica fundamental para quem visita o Mercado de Otavalo é barganhar o preço. Como eles recebem turistas do mundo todo, a tendência é que o valor dito logo de cara não represente o custo real da peça. Chore, pechinche bastante e logo você verá o preço diminuir. Outra coisa, não se esqueça de levar dólares trocados.

O mercado abre todos os dias da semana, das 8h30 às 16h, na Plaza dos Ponchos em uma versão menor. Mas é aos sábados que ele ganha maior proporção e funciona a todo vapor, tomando as principais ruas da cidade com centenas de barraquinhas e expositores que trazem todo tipo de produto para venda.

Atrativos turísticos do Equador
Mercado de Otovalo a 100 km de Quito

Existe um ônibus regular que sai do terminal norte de Quito, mas ele para inúmeras vezes ao longo do caminho, tornando a viagem ainda mais lenta. Outra possibilidade é contratar um tour para a feiraConsulte e reserve o seu aqui.

Uma vez em Otovalo, você vai encontrar todas aquelas peças clássicas de artesanato: roupas, chapéus, tapetes, esculturas, e claro, comida.

Leia aqui todas as nossas dicas e roteiros pelo Equador

Monte a sua viagem ao Equador com a gente

Como eu sempre gosto de lembrar, aqui no Blog Andarilho você encontra tudo o que necessita para organizar a sua viagem em um só lugar e não vai precisar ficar buscando de site em site.

Você não vai pagar nada a mais por isso,  poderá ganhar descontos exclusivos e ainda vai nos ajudar a manter o nosso trabalho e o blog sempre atualizado.

Basta clicar nos links a seguir ou utilizar os banners na lateral direita do blog e boa viagem!

Pesquise e compre aqui o seu voo para Quito, pagando a sua passagem em até 12 vezes iguais.

Reserve agora sua hospedagem em Quito. Há várias opções de cancelamento grátis, caso você venha a mudar de ideia depois.

Cote a contrate aqui um seguro viagem para viajar protegido, e uma exigência do governo do Equador. Digite BLOGANDARILHO5 no campo Cupom antes de finalizar a compra e ganhe 5% de desconto.

Compre um chip internacional com internet ilimitada no Equador. Escolha o Plano Dados Mundi 210 países, digite ANDARILHO10 no campo Cupom e clique em Apply Cupom antes de finalizar a compra e ganhe 10% de desconto.

Alugue aqui um carro no destino

Adquira antecipadamente ingressos para passeios e atrações turísticas em Quito.

Está sem tempo, não se sente seguro, precisa de ajuda para organizar a sua viagem? Confira nosso serviço de consultoria para o viajante. Entre em contato e vamos conversar!

E se durante a sua viagem você tiver problemas como atrasos e cancelamentos de voos, extravio de bagagem, overbooking, entre outros, a gente também tem a solução: acesse o Resolvvi  e reclame seus direitos na justiça de forma prática, segura e online e receba sua indenização Veja como funciona.

E o melhor: você só paga se ganhar a causa. Quer reclamar os seus direitos? Acesse aqui e receba!

Quer sempre ficar por dentro de todas as dicas do blog? Pois então assine a nossa Newsletter semanal aqui. Receba gratuitamente e diretamente no seu e-mail o nosso conteúdo e promoções.

E para acompanhar nossas viagens e atividades siga a gente no Facebook, no Instagram, no  Twitter , Pinterest e no TripAdvisor.

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *